Blog Hoteis.com

5 boas dicas para visitar Bogotá, na Colômbia

Vibrante e alegre, a cidade de Bogotá, capital da Colômbia, é um destino muitas vezes menosprezado pelo turista, mas que conta com boas atrações e que fica bem pertinho do Brasil.

Com 2640 metros de altitude, a cidade é a terceira capital mais alta do mundo! Além disso, a região abriga a segunda maior ciclovia da América Latina. Ou seja, é um lugar perfeito para quem curte pedalar.

Por lá, as atrações que merecem destaque são: a Plaza de Bolívar, o Palácio da Justiça, La Candelária e o centro da cidade, com seus museus, igrejas, praças e edifícios históricos.

Vale a pena ainda contemplar a vista privilegiada da cidade nas montanhas de Monserrate e aproveitar a sua estada para visitar as regiões de Macarena, Zona Rosa e Chapinero.

Resumindo, Bogotá oferece tudo o que uma cidade grande tem para oferecer, sendo uma boa alternativa de roteiro para quem deseja viajar para o exterior, mas sem ir a destinos já batidos.

Mas, como é possível aproveitar o que a cidade tem de melhor? Foi pensando nisso que preparamos este post com 5 dicas preciosas para quem vai visitar a capital colombiana.

Reserve aqui o seu hotel em Bogotá, pagando em até 12 vezes sem juros e sem IOF.

Como aproveitar melhor sua viagem a Bogotá

1) Prepare-se para encarar a altitude
Atrás apenas das cidades de La Paz e Quito, Bogotá fica quase que nas nuvens em termos de altitude. Por isso, é preciso que o turista esteja preparado para enfrentar um certo desconforto. Com o ar mais rarefeito, as frequências cardíaca e respiratória aumentam. Com isso, o viajante pode sentir falta de ar, dores de cabeça, insônia, tontura, perda de apetite e fadiga.

Para reverter esse quadro, sugerimos que você faça um treino cardiorrespiratório mais intenso algumas semanas antes da sua viagem, beba muita água para manter o corpo hidratado e evite o consumo de cigarro e álcool nos primeiros dias da viagem.

É indicado também fazer passeios mais curtos nos dois primeiros dias para que o seu corpo se acostume com a altitude e tomar chá ou mascar a folha de coca para auxiliar na adaptação.

2) Qual a melhor época para conhecer a cidade?
Bogotá tem um clima estável ao longo de todo o ano. Contudo, as temperaturas costumam ser mais baixas do que na maioria das cidades brasileiras, com médias de 14 graus Celsius. Já nas épocas mais quentes do ano, as temperaturas ficam em torno de 26 graus.

Contudo, o melhor período para visitar Bogotá são os meses mais secos do ano, entre dezembro e fevereiro ou entre junho e setembro. Portanto, evite programar sua viagem nos meses de outubro, novembro, março, abril e maio.

Sobre a quantidade de dias para a sua estada em Bogotá, é possível conhecer os principais pontos turísticos e de interesse da cidade em quatro ou cinco dias. O ideal é programar a sua chegada ao destino numa quinta-feira para que você aproveite o final de semana na capital colombiana.

3) Melhores áreas para se hospedar
Pensando em como aproveitar melhor a sua estada em Bogotá e as atrações que o destino tem a oferecer, sugerimos que você se hospede na região da Candelária, onde está o centro histórico e a zona norte da cidade.

Ao se hospedar na Candelária, você estará bem próximo dos principais pontos de interesse de Bogotá, como o Museu do Oro e o Museu Botero, Museu de la Esmeralda, Casa Moneda, Catedral e Cerro Monserrate, facilitando a sua visita a essas atrações. Por ser um bairro que atrai muitos turistas, é preciso ficar atento com os batedores de carteiras que rondam a região, além de aumentar a atenção enquanto estiver caminhando por lá no período da noite.

Entretanto, se você não faz questão de ficar hospedado próximo aos pontos turísticos e procura uma área mais descolada, vale a pena ficar na zona norte, que conta com edifícios mais modernos e onde está o centro financeiro da capital colombiana. Esta área da cidade costuma ser mais tranquila e segura para o turista, com boas opções de restaurantes e bares nos arredores, com destaque para as proximidades do Parque da 93 e da Zona T.

4) Qual moeda levar: real, euro, dólar ou peso colombiano?
Para destinos como Bogotá e Cartagena, é mais vantajoso optar por dólar do que real. A utilização do cartão de crédito e os saques em pesos em caixas eletrônicos, mesmo com a cobrança do IOF, têm cotação semelhante à utilização do dólar.

A dica principal deste tópico é que não vale a pena comprar no Brasil nenhuma outra moeda que não seja dólar, euro e libra. Franco suíço, yen, dólar canadense ou australiano valem também a pena, desde que estejam com boa cotação. Por mais baratas que outras moedas possam parecer, infelizmente, elas sempre serão vendidas com grande ágio.

Levando em consideração a oscilação das moedas nos primeiros meses de 2017, a dica é levar dólar e fazer a conversão de uma pequena quantia diretamente em uma casa de câmbio local. Outra opção é fazer o saque em pesos em caixas eletrônicos com o cartão do seu banco habilitado para transações internacionais.

Mesmo que a cotação do peso colombiano, aqui no Brasil, aparente ser um negócio vantajoso devido à desvalorização da moeda, comprar pesos por aqui não é uma boa ideia. Tenha em mente que o dólar é uma moeda forte, com muito mais mercado do que o peso colombiano ou real, que são bem mais instáveis economicamente.

Quanto ao saque da moeda local em caixas eletrônicos, a transação acaba sendo vantajosa para o turista por causa da cotação uniforme – ao contrário das casas de câmbio que levam em conta as oscilações das moedas – e por se tratar da maneira mais prática de obter pesos colombianos com boa cotação.

Outro detalhe importante é que, diferentemente do que ocorre em outros países, o limite para o saque de moeda local é alto. Para isso, opte por caixas eletrônicos das redes Bancolombia e Banco de Bogotá, que permitem saques de até 600 mil pesos por operação, valor equivalente a cerca de 200 dólares.

5) Cuidado com os golpes!
Independente do seu destino, é preciso ficar sempre atento para não ser vítima de golpes em turistas. Um golpe que costuma ocorrer na Colômbia e em outros países como México, Romênia e Tailândia é o dos falsos policiais que abordam os visitantes e advertem que há casos de falsificação de dinheiro naquela região. Eles pedem para checar as notas que o turista tem na carteira ou bolso e, antes que você perceba, furtam algumas notas da quantia. Fique atento quando for abordado deste modo e desconfie sempre quando a pessoa não estiver devidamente trajado como policial e apresentar documentos que comprovem isso. Se suspeitar de algo, procure as autoridades locais.

Outra recomendação é tomar cuidado com pertences pessoais como bolsas, mochilas, sacolas em áreas muito turísticas ou que recebem grande fluxo de pessoas. Não andem com uma grande quantia de dinheiro, nem com passaportes ou joias e nem tenha atitudes que entreguem que você é um turista, como, por exemplo, andar segurando mapas ou máquina fotográfica e ainda falar alto em outra língua que não seja a local. Escolha pela discrição sempre!

Atrações que valem a pena visitar em Bogotá
Com cinco dicas para melhor aproveitar a capital colombiana, nada como conhecer de perto as dez atrações mais imperdíveis da cidade. Confira abaixo a lista do que você deve visitar em Bogotá:

1) Tour pela Candelária: passeie pelo Centro Histórico da cidade, admirando as construções antigas e os edifícios coloniais. É aqui que estão localizados pontos de interesse como o Museu del Oro, a Casa Moneda, Museu Botero, a Plaza de Bolívar, a Catedral e o Capitólio;

Não deixe de visitar o Centro Histórico de Bogotá e seus museus, igrejas, praças e edifícios históricos

2) Museu del Oro: o acervo é todo destinado ao nobre metal, abrigando diversos tesouros das civilizações pré-hispânicas;

3) Cerro Monserrate: um dos pontos mais altos da cidade, o Cerro proporciona uma belíssima vista da cidade em seu mirante;

4) Juan Valdez Café: tem uma vibe meio Starbucks, mas aqui o serviço e as bebidas são tipicamente colombianas;

5) Museu Botero: com 180 obras em seu acervo, o local expõe importantes obras de Fernando Botero, pintor mais famoso da Colômbia;

6) Barzinhos da Zona T: nesta rua em formato de T e por onde não transitam carros, é possível curtir a noite colombiana em um dos seus inúmeros bares;

7) Feira de domingo em Usaquén: o bairro recebe uma simpática feirinha, onde é possível encontrar artesanato local;

No bairro de Usaquén acontece uma simpática feirinha aos domingos, onde é possível encontrar peças do artesanato local

8) Mirador la Calera: mais uma boa alternativa para quem deseja ver Bogotá e admirar a cidade do alto;

9) Museu Internacional da Esmeralda: dedicado às esmeraldas colombianas, que são uma das mais famosas do mundo, o museu tem como plus uma bela vista de seu 23º andar;

10) Desbravar a culinária local: aproveite para provar a badeja paisa, prato que leva arroz, feijão, carne, torresmo, abacate e platano frito; o ajiaco, uma sopa com vários tipos batatas e ainda frango e milho; e as arepas, que são tortilhas de milho que levam vários tipos de recheio. De sobremesa, prove os obleas, uma espécie de waffle com cobertura doce.

Pronto! Agora você já está mais do que preparado para conhecer uma das cidades mais famosas da América Latina. Marque abaixo quem vai embarcar com você nessa aventura! Boa viagem!

Equipe Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Sigue Hoteles.com en todas las redes sociales

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com