BlogHoteis.com

7 dias de férias na Chapada dos Veadeiros

A Chapada dos Veadeiros é o principal ponto turístico de Goiás. Formada por diversos municípios como Alto do Paraíso , São Jorge e Cavalcante, é a região mais buscada pelos turistas durante os meses de maio a setembro, no período da seca – o que auxilia no desbravamento de trilhas e cachoeiras. Eu precisava viver a experiência de viajar sozinha, para um destino desconhecido que proporcionasse ao mesmo tempo atividades ao ar livre, segurança e descanso em meio à natureza.

Para chegar até o Alto do Paraíso, onde estão os principais hotéis e restaurantes, viajei de São Paulo até a cidade de Brasília  de avião. Ao chegar no aeroporto Juscelino Kubitschek, você pode alugar um carro ou verificar se o seu hotel oferece o serviço de transfer até o destino final, em Goiás.

Não esqueça de preparar uma mala com roupas confortáveis, tênis, protetor solar e boné! Durante o dia é super calor e as caminhadas são longas. À noite, um ventinho frio pode fazer parte da programação, então um casaco leve garantirá o seu conforto. E sim, você vai tirar muitas fotos como esta:

Mirante do Salto –  Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

No primeiro dia, visitei a Cachoeira do Poço Encantado. É uma ótima opção para quem quer comodidade, pois fica dentro da Fazenda Rio de Pedra. Você pode estacionar o carro dentro do local, tem restaurante e banheiros na parte externa. A trilha até a cachoeira é de 1km. Chegando lá, você se depara com uma pequena orla de areia, onde poderá deixar os seus pertences e uma cascata encantadora, com partes rasas e extremamente fundas. Caso esteja viajando em família, esta cachoeira pode ser explorada tranquilamente por crianças. A entrada custa cerca de R$20,00 e o almoço é a parte. Também é possível praticar Stand up Paddle com instrutor local.

Cachoeira do Poço Encantado 

Na parte da tarde, visitei a Cachoeira dos Cristais, localizada a 8 km de Alto do Paraíso. Almocei na lanchonete da parte externa experimentando o famoso pastel de palmito com pequi uma fruta nativa do cerrado brasileiro. Aqui a trilha é de 500m e durante a descida pelas pedras, você conhece diversas mini-cachoeiras. A mais bonita e visitada pelos turistas é a última, chamada Véu da Noiva. A volta fica um pouco cansativa, mas você pode se refrescar nas cachoeiras durante a subida! Se as crianças não quiserem descer a trilha, podem ficar em um espaço com brinquedos diferenciados. Instrutores de Slackline também estão lá para você ter um dia de diversão. A entrada custa R$ 15,00.

No segundo dia, visitei o maravilhoso Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no município de São Jorge! Esta é a experiência mais interessante para quem quer se aventurar sozinho, pelas trilhas como eu fiz. Uma dica importante : leve água e lanches na mochila, pois a caminhada é longa. Você vai fotografar muitas paisagens principalmente do Mirante de Salto, a 120m de altura.

 

Ao entrar no Parque, você assiste um vídeo que explica como são as 3 diferentes trilhas disponíveis para caminhada. Algumas são para visitação e outras possuem cachoeira para banho. Cheguei às 9 horas da manhã e escolhi a trilha da Cachoeira dos Saltos. Sem acompanhamento de um guia, você começa a trilha sozinho, seguindo apenas setas coloridas, espalhadas em árvores, pedras, galhos. Depois de horas caminhando, você desce até a Cachoeria dos Saltos, que é incrível, com uma queda de 80m.

No terceiro, quarto e quinto dia, aproveitei para explorar a Cachoeira do Lajeado, que fica em meio a uma tribo indígena e também explorar melhor as cidades de Alto do Paraíso e São Jorge, onde é possível fazer o seu mapa astral, aulas de yôga ou até mesmo visitar o ashram do Sri Prem Baba ou fazer um retiro espiritual com o Ghiridhari Das, no Paraíso dos Pândavas. A igreja de São Jorge também traz muitos devotos. Aproveite para visitar a Pousada onde funcionava a casa de um dos garimpeiros mais antigos de Goiás, que tinham o Cristal como a principal fonte de renda.

No último dia, visitei a Cachoeira de Santa Bárbara e o Quilombo. Sem dúvidas, a cachoeira mais linda que já vi na vida. A água é azul , verde água, transparente, escura de acordo com a luz do sol. O espaço para nadar é grande, a cachoeira funda. Você senta embaixo dessa cascata e admira a paisagem por horas. Vale a pena caminhar quase 1 hora pra chegar até aí.

Ao chegar de carro na cidade de Cavalcante, em Goiás, você dirige por uma estrada de terra durante 1 hora até entrar dentro de um dos Quilombos mais antigos do país. Você assina um ingresso no valor de R$20,00 para passar o dia todo e pode também experimentar o almoço feito em fogão à lenha, feito pelos moradores com especiarias locais. Além dessa cachoeira, existem mais 3 no mesmo local e uma vista incrível de cânions. Não deixe de passear com um Guia para não perder esta surpresa.

5 Boas idéias sobre o que fazer na Chapada dos Veadeiros

1) Contratar um Guia Local – é uma boa idéia ir até a Avenida Principal de Alto do Paraíso, onde você encontra o CAT – Centro de Atendimento aos Turistas. Lá você encontra guias locais de confiança, para recomendar os melhores passeios de acordo com as suas necessidades. Se você prefere trilhas longas, curtas, cachoeiras para banho ou só para visitação, avise ao Guia. Se estiver sozinho peça para que ele te encaixe em grupos de excursões, assim você paga mais barato pelo serviço.Não vá sem Guia na Cachoeira de Santa Bárbara, ou na Cachoeira do Ladeado. As estradas são de terra e além disso, eles falam sobre a história, vegetações locais e outras curiosidades.

2) Tirar uma foto em frente o Paralelo 14 – É uma boa idéia passar em frente ao Paralelo 14, na estrada. Por estar localizada em cima de uma placa de cristal de quartzo, a Chapada dos Veadeiros é vista como um ponto místico e energético, sendo cortada pelo Paralelo 14 que atravessa também Macchu Picchu, no Peru. É lá que acontecem os relatos de naves extra-terrestres e onde as pessoas se reúnem para sentir a vibração da energia do quartzo.

3) Usar Roupas/ Maiôs / Bermudas fáceis de Secar – É uma boa idéia utilizar roupas que secam fácil. Não utilize moletons. Prefira bermudas e casacos de tactel, calça legging ou bermudas fáceis de secar. Você vai querer entrar nas cachoeiras e precisará voltar para o carro sem passar frio. Para as mulheres, usar maiôs é super válido e confortável pra curtir a cachoeira. Para os homens levar bermudas e tênis. Chinelo escorrega nas pedras e os guias podem proibir sua entrada caso esteja em período de chuva.

4) Dar uma volta de Bike na estrada – Para quem gosta de andar de Bike, a estrada será sua melhor amiga! Com faixas especiais de ciclovia, é o cenário perfeito para você praticar esporte enquanto curte a paisagem do cerrado brasileiro. Aproveite para ir até o Jardim de Maytrea

5) Experimentar o Pequi – É uma delícia , fruta local utilizada como guarnição para arroz e feijão ou dentro de recheios de pastel. Nos restaurantes do Quilombo, em Cavalcante você encontra como guarnição. Na Cachoeira do Poço encantado, você encontra como Pastel de Pequi com palmito e azeitona. Uma delícia.

4 Má idéias para não fazer na Chapada dos Veadeiros

1) Chegar tarde na Cachoeira – É uma má ideia visitar as cachoeiras no período da tarde. Você vai encontrar milhares de pessoas e não vai conseguir admirar a paisagem da cachoeira, muito menos tirar uma foto bonita. Prefira sair cedo, converse com o guia para entender como funcionada cada local e programe-se!

2) Esquecer de reservar um dia em Brasília – É uma má idéia viajar até a Chapada dos Veadeiros e não reservar ao menos um dia para conhecer Brasília. Já que a cidade é o ponto principal de acesso à Chapada, programe-se para conhecer a a Praça dos 3 Poderes, o Palácio da Alvorada, Congresso Nacional , Museu JK e as obras de Oscar Niemeyer. Lembre-se que você também vai precisar de água, tênis, roupas confortáveis para andar em Brasília.

3) Não ver o Pôr-do-Sol – Aproveite para assistir ao Pôr-do-Sol. Seja na estrada, em um mirante ou pousada, você vai ver cores inesquecíveis nesta cidade esotérica.

4) Não tirar foto dos animais e vegetações do cerrado – A chapada é um grande centro de preservação natural, você encontra Avestruzes, Araras, Gaviões, Veados, entre outros animais típicos do cerrado. As árvores de Buritis são um charme, entre outras espécies que só Goiás pode oferecer.

Aproveite o último dia de viagem para uma visitinha à Brasília. Reserve já o seu hotel em até 12x sem juros no Blog da Hoteis.com!

Taila Roncon, Gerente de SEO da Hoteis.com

Taila Roncon

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com