BlogHoteis.com

Descubra o Vietnã

Está em busca de um roteiro de viagem para um lugar exótico e fascinante? O Vietnã nunca decepciona os seus visitantes. Claro que a atmosfera oriental contribui para todo o hype do destino, mas o Vietnã tem muito mais do que o seu passado de guerras e a imagem refletida pelos filmes de Hollywood a oferecer aos turistas.

No post de hoje, vamos abordar as duas cidades principais e o que fazer em Ho Chi Minh City (que, anteriormente, atendia pelo nome de Saigon) e Hanói. Bem distintas e com uma pegada própria, as duas cidades são imperdíveis e must see em uma viagem ao Vietnã.

Aproveite para reservar o seu hotel no site da Hoteis.com, pagando em até 12 vezes sem juros e sem IOF.

Ho Chi Minh City
Uma cidade com muitos contrastes. Assim é Ho Chi Minh City, a antiga Saigon. A cidade mudou de nome para homenagear um antigo presidente. Aqui, construções milenares e verdadeiros tesouros da arquitetura dividem o espaço urbano com prédios e construções imponentes, que abrigam hotéis, shoppings e restaurantes badalados. Na “capital” financeira do Vietnã, o turista vai encontrar um povo amável e simples, mas também um trânsito um tanto quanto caótico com motos para todos os lados.

Um aspecto bem legal da cidade, que fica no coração do delta do Mekong, é o fato de ser um destino barato para o turismo. Por exemplo, para entrar em alguma atração turística da cidade, o visitante não costuma pagar mais do que 15 dólares. Em alimentação, o mesmo acontece. Uma refeição completa, seja nos estabelecimentos comerciais ou em barraquinhas, custa de 3 a 10 dólares. Atrativo, não?

E, por falar em atrativos, há várias opções de pontos turísticos e lugares para se conhecer na cidade. Não deixe de incluir em seu roteiro uma visita ao Palácio da Reunificação. O lugar respira história e é imperdível. A construção data de 1966 e foi a residência do presidente do Vietnã do Sul, governo ligado aos Estados Unidos. Em 1975, foi contra os portões desse prédio que os tanques comunistas se chocaram, fato que levou Saigon a se render.

Se você gosta de mergulhar na história do destino que visita, vale a pena conhecer o Museu da Guerra. Mas vá preparado, pois é necessário ter estômago para conhecer o seu acervo, que tem foco nos conflitos vividos pelo país, especialmente durante a guerra do Vietnã. Vale lembrar que três milhões de vietnamitas morreram na guerra contra os Estados Unidos. Logo na entrada do museu, o visitante já avistará tanques de guerra e aviões utilizados na ocasião.

E por falar em história, a Catedral de Notre Dame de Saigon é um prato cheio. De estilo gótico romano, a catedral foi construída pelos franceses, entre 1877 e 1883. A construção, com sua bela fachada e duas torres bem altas, chama a atenção por ser bem diferente dos demais prédios da cidade.

A Catedral de Notre Dame de Saigon possui estilo gótico romano.

Visite também a central dos Correios de Saigon. O responsável pelo projeto do prédio, construído entre os anos 1886 e 1891, foi Gustave Eiffel. Chegando lá, aproveite para admirar os rostos e nomes de grandes inventores da história impressos na fachada, como André-Marie Ampère, Foucalt, entre outros. Confira também o belíssimo relógio que está instalado na entrada do edifício. O interior do prédio também é bem rico em detalhes, com uma cúpula e um chão de azulejos com o desenho de mapas. A sede dos Correios fica bem ao lado da Catedral de Notre Dame, na praça Cong Xa Paris.

Outro templo que merece ser visitado é a pagoda do Imperador de Jade. Impossível ficar alheio ao clima do lugar, com incensos acessos e exóticos painéis desenhados na madeira, além das diversas estátuas de divindades taoístas e budistas. A pagoda (tipo de torre com múltiplas beiradas) foi construída no início do século 20 pelos cantoneses.
Para ter um contato mais aprofundado com o povo vietnamita, planeje algumas horinhas de passeio no mercado Ben Thanh, que conta com mais de três mil barracas que oferecem vários tipos de produtos como roupas, acessórios e comidas típicas.

Outro ponto interessante para compras é a Le Loi Street. Porém, os estabelecimentos aqui, ao contrário do mercado, são focados no consumo de artigos de luxo.

Mochileiros costumam aprovar a região da Bùi Viện Street, que conta com excelentes opções de restaurantes, bares e hospedagens. Mas esteja pronto para encarar muito movimento: a rua é totalmente lotada por mesas e banquinhos, além de pedestres que passeiam por lá.

Quer avistar a cidade de cima? Não deixe de subir a Bitexco Financial Tower. Do alto desse arranha-céu, você vai admirar várias partes da cidade. Com 68 andares e 262 metros de altura, a arquitetura do lugar é inspirada em uma flor de lótus, planta que simboliza pureza, leveza e paz, e que está enraizada na cultura oriental.

Hanói
A capital do Vietnã acumula mil anos de história e preserva uma atmosfera vibrante. É na Old Quarter que veteranos de guerra dividem espaço com mulheres que vendem frutas frescas em cestos de bambu e com os clássicos chapéus em forma de cone. Daqui, é possível ainda pegar um cruzeiro e conhecer as mais de três mil ilhas que compõem a mística baía de Halong.

Começando pelo templo da Literatura, construído em homenagem ao pensador e filósofo chinês Confúcio. O lugar é um dos principais pontos turísticos de Hanói, que hoje abriga uma universidade. Imprescindível, o templo é riquíssimo do ponto de vista arquitetônico.

O templo da Literatura foi construído em homenagem ao pensador e filósofo chinês Confúcio.

Assim como Lênin, Ho Chi Minh, ex-presidente do país, também tem um mausoléu dedicado à sua memória. E, não à toa, o lugar é parada obrigatória dos turistas. O mausoléu fica na praça Ba Dinh, onde Ho Chi Minh proclamou a independência do Vietnã, e que hoje abriga os restos mortais do representante, figura cultuada entre os locais.

Um passeio um pouco inusitado é visitar Hoa Lò, antiga prisão francesa. Construída em 1896, a prisão é conhecida também como Hanoi Hilton, nome que remete à rede de hotéis de luxo. Mas, afinal, por que o lugar recebeu um apelido tão estranho? Ele se deve ao fato de Hỏa Lò ter recebido visitas de famosos ao longo de sua existência. Entre eles, o senador americano John McCain, candidato à presidência dos EUA, em 2008. Aqui, o visitante encontra solitárias, roupas, guilhotinas e objetos que fazem parte da história da prisão.

Continuando pelos passeios históricos, o Vietnam National Museum of Art conta com um acervo bem rico referente a história do Vietnã. Além de ficar surpreso com a arquitetura clássica do prédio e as esculturas hindus do lugar, o visitante vai encontrar objetos que datam de 10 mil anos a.C.. O prédio foi construído em 1932 e conta com uma arquitetura impressionante e, por isso, vale a pena reservar um tempinho para admirar a sua construção.

Outro museu super aclamado da cidade é o Vietnamese Women’s Museum. Com mais de 20 mil objetos, o museu tem fotos, joias e pôsteres que relatam a história e o posicionamento da mulher do Vietnã na família, história e na moda.

Para comprar souvenirs e produtos tipicamente vietnamitas, sugerimos uma visita ao Hàng Bông, excelente centro de compras na cidade. Aqui, o turista vai encontrar não apenas lembrancinhas, mas também roupas, acessórios, sapatos, tecidos e os mais diversos tipos de produtos.

Não deixe de conferir o pôr do sol alaranjado sobre as águas do West Lake, uma das principais atrações da cidade.

Com 17 km de extensão, o lago conta com um templo belíssimo e muito antigo, o Tran Quoc, construído no século 6.

A mística Ha Long Bay
Não deixe de embarcar em um dos muitos cruzeiros que vão até a baía de Ha Long. A 160 km de distância de Hanói, a baía é formada por mais de 1.600 ilhas e pilares de pedra-calcária, em um mar com águas verdes. Ou seja, o lugar é paradisíaco e parece ser cenário de um conto de fadas.

Considerada uma das joias do Vietnã, Halong Bay é também Patrimônio Mundial da Unesco. Para visitar a baía, sugerimos, pelo menos, dois dias inteiros do seu roteiro. Diz a lenda que a região foi criada por um dragão enorme.

Considerada uma das joias do Vietnã, Halong Bay é também Patrimônio Mundial da Unesco.

O nome da baía significa “baía onde o dragão desceu”.

Normalmente, as empresas que operam esse tipo de passeio oferecem diversas paradas ao longo do percurso. As principais são feitas na praia de Soi Sim, ótima para quem deseja dar um bom mergulho e também aproveitar uma bela vista do mirante.

Os passeios incluem ainda uma parada na “Caverna Surpreendente”. A caverna Han Sung Sot é uma surreal formação rochosa e um dos pontos principais do trajeto.

Qual a melhor época para visitar Halong Bay? Bom, a região tem, basicamente, duas estações bem definidas: a de calor e a de frio. A alta temporada, que vai de maio a agosto, é a época mais quente e chuvosa. Por causa do calor nesse período, as chuvas costumam ser bem passageiras e rápidas.

Curtiu as nossas dicas do Vietnã? Queremos saber a sua opinião sobre esse país exótico e surpreendente. Deixe aqui nos comentários.

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com