BlogHoteis.com

Conheça Ecaterimburgo, uma das 11 cidades sedes dos Jogos de 2018

Começamos aqui no blog uma série de posts sobre as cidades sedes dos jogos mais esperados no ano de 2018 (confira o primeiro post aqui). Hoje desembarcamos em Ecaterimburgo para mostrar os principais pontos de interesse da cidade, as curiosidades do local e dicas de como se virar em um país tão diferente como a Rússia.

Ecaterimburgo
Skyline do centro da cidade de Ekaterimburgo e rio Iset

Sendo reformada especialmente para o mundial, a Ekaterinburg Arena é a casa do FC Ural. Com capacidade para mais de 35 mil torcedores, o estádio vai abrigar quatro jogos da fase de grupos da Copa.

A abertura do campeonato será realizada no dia 14 de junho e a final, no dia 15 de julho, ambas com o início previsto para às 12h no horário de Brasília.

Já acertou a sua hospedagem em Ecaterimburgo e nas outras cidades sedes? Não espere até os 45 minutos do segundo tempo para reservar os melhores hotéis com pagamento facilitado em até 12 vezes sem juros e sem IOF.

Utilize os nossos cupons de desconto para assistir aos jogos na Rússia. Melhor do que isso, só assistir de pertinho a seleção brasileira ganhar 0 hexa, né?

Pontos turísticos de Ecaterimburgo

Essa é a única sede da Copa do Mundo 2018 que fica na Ásia. Mas a porta de entrada da Europa fica logo ali, na porta de saída de Ecaterimburgo. No marco geográfico da cidade dá até para ficar com um pé em cada continente. Muito legal, né?

É a quarta maior cidade russa, localizada na região dos Montes Urais, cerca de 1.780 km de Moscou. Fundada em 1723 por Pedro, o Grande, a localidade é conhecida por ser palco da execução da família Romanov durante a Revolução Bolchevique, mais precisamente na Casa Itapiev. A construção foi demolida na década de 1920 e, na virada do milênio, deu lugar para a Igreja do Sangue, construída em comemoração à canonização dos Romanov pela Igreja Ortodoxa Russa. Por causa da Guerra Civil e da destituição da realeza russa, Ecaterimburgo foi renomeada para Sverdlovsk. Após o fim da União Soviética, voltou a ser chamada como antes.

Ecaterimburgo
Igreja do Sangue, Ecaterimburgo

A cidade possui alguns bons pontos de interesse para os turistas, como a vista do edifício Vysotsky, o segundo mais alto do país fora de Moscou, e o Ganina Yama, um monastério construído em homenagem aos membros da família Romanov, do czar Nicolau II, assassinados no começo do século passado.

Ecaterimburgo
Monastério Ganina Yama, Ecaterimburgo

Circulando pela cidade é possível encontrar um toque de modernidade, principalmente em cadeias de lojas e lanchonetes de marcas internacionais.

O que provar na culinária local

A Rússia oferece uma enorme variedade de saladas e de sopas. A Borsch, por exemplo, é uma sopa preparada com beterraba e servida com nata (creme de leite) e batatas cozidas, ou ainda kasha, uma espécie de papa de cereais. A salada russa já é conhecida dos brasileiros: é a nossa famosa maionese de batata. O frango à Kiev, receita de frango à milanesa com recheio de queijo, também já conhecemos.

Mais uma receita russa muito consumida no Brasil é o estrogonofe. Criado por aqui no século 19, o prato é servido com purê de batatas e picles em conserva. Logicamente que o sabor não é o mesmo que conhecemos, mas garantimos que também é gostoso!

Prove também um bolinho de carne moída chamado kotleti, além dos cremes, em especial o creme de cogumelos.

O pelmeni é uma massa recheada semelhante a nosso conhecido ravioli, muito comum na Rússia. A iguaria é encontrada facilmente nos restaurantes e supermercados. Seu recheio é geralmente de carne ou frango.

Como se locomover em Ecaterimburgo

Os turistas podem se locomover em Ecaterimburgo através dos meios de transportes públicos, como o metrô e o ônibus. A cidade possui estações de metrô que podem ser identificadas ao lado de placas com uma letra M vermelha, assim como nas demais cidades russas.

Para comprar o seu bilhete, procure a palavra kacca. Há opções de caixas de autoatendimento ou a tradicional compra realizada por um atendente. As estações costumam ter um centro de informações com atendentes que falam inglês ao lado das kaccas.

Caso você não encontre um atendente que fale inglês, basta sinalizar o número de bilhetes que deseja com os dedos.

As instruções são divulgadas em russo e em inglês em cada estação por alto-falantes.

Para pegar táxis em todo o país utilize aplicativos como Uber, Yandex Taxi e o RuTaxi. Em aeroportos, é melhor procurar os guichês oficiais e evitar os motoristas que abordam os turistas no local do desembarque.

Mais uma alternativa é alugar um carro durante a sua viagem. Nesse caso, a carteira de motorista brasileira tem validade no país europeu, mas deve ser traduzida para o russo e autenticada em consulados da Rússia no Brasil.

Você também pode tirar a carteira de habilitação internacional ou contratar um motorista.

Rússia: moeda local

A moeda oficial é o rublo, que é dividido em 100 kopeks. Os estabelecimentos comerciais costumam aceitar a maioria dos cartões de crédito internacionais, assim como euros e dólares. Atualmente, um dólar está valendo 34 rublos.

Casas de câmbio e caixas eletrônicos podem ser encontrados nos aeroportos e nos principais pontos turísticos da cidade. Entretanto, nunca viaje sem uma boa quantia em mãos para evitar transtornos.

Como se virar na língua russa

Dificilmente você vai encontrar alguém que saiba falar inglês, mesmo nos serviços voltados para os turistas.

Portanto, será preciso saber algumas palavras no idioma local ou frases ensaiadas para não passar aperto. Mímica também está valendo.

Como a sinalização das ruas, das estações de metrô e das atrações turísticas é quase feita somente em russo, uma super dica é usar o Google Translate em sua viagem. Uma nova função do programa é capaz de traduzir placas e cardápios usando a câmera do celular para reconhecer os caracteres em russo. A atualização já está disponível para celulares com sistemas Android e iOS.

Outra dica é comprar um chip russo para conseguir utilizar os aplicativos locais, que pedem a confirmação através de SMS. O chip pode ser comprado nas três principais companhias telefônicas da Rússia: MTS, Beeline e Megafon, que vendem chip SIM Card com 3G de internet e com 400/500 minutos de ligações locais.

É preciso de visto para entrar na Rússia?

Não precisa. Cidadãos brasileiros com passaportes válidos podem permanecer no país desde que a soma de todos os dias de estada na Rússia não ultrapasse 90 dias a cada período de 180 dias, a contar da primeira entrada no país.

Fique ligado: as autoridades locais podem exigir alguns documentos na hora do desembarque, como os comprovantes de hotel, passagem de volta/ou para o próximo destino.

O que levar na mala

É verão na Rússia de junho a agosto, com dias mais chuvosos e curtos. Durante a Copa do Mundo 2018, a temperatura vai variar em torno dos 24°C em Ecaterimburgo.

Como a extensão territorial do país é enorme, as temperaturas variam bastante de uma cidade para a outra. Sendo assim, o ideal é levar roupas para as duas estações.

Não esqueça de colocar na mala protetor solar, óculos de sol, chapéu e repelente. Um par de tênis confortável também deve entrar na sua lista.

Como chegar em Ecaterimburgo

Como não há ofertas de voos diretos do Brasil para a Rússia, o melhor jeito de chegar é pegar uma conexão pela Europa até Moscou. De lá, você pode seguir para Ecaterimburgo de diversas formas: avião (em uma viagem de 5 horas), trem (em uma viagem de 25 horas), ônibus + trem (em uma viagem de 30 horas) ou carro (em uma viagem de 26 horas).

Gostou das nossas dicas de Ecaterimburgo? Marque nos comentários quem vai acompanhar você nessa viagem inesquecível!

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com