BlogHoteis.com

Melhores dicas de Nova York para o público Gay

Nova York tem suas estações à la carte e cada um tem o verão – ou o inverno – que lhe cabe, sempre ao ponto.

Porque os termômetros podem até bater continência ao período do ano, mas a Big Apple ajusta seu clima ao sabor de cada um. Sempre doce para quem a visita de cabeça e braços abertos, a cidade que sempre muda também continua a mesma: incansável, incomparável e por vezes até improvável. Palco de alguns dos mais importantes movimentos relacionados aos direitos humanos mundiais, Manhattan segue sua sina de ser pelo homem e de deixar o homem ser o que bem entender.

Onde ficar : melhores hotéis

Arlo Nomad

As paredes transparentes dos quartos compensam as suítes hong kongianamente pequenas — e deveras funcionais, para se fazer justiça. Todo a decoração tem ângulos retos e arestas precisas, encaixadas em uma das áreas mais concorridas da cidade, a dois quarteirões do Empire State Building e as cinco do Madison Square Park.

Gramercy Park Hotel

Tudo suntuoso e muito antigo, propositalmente. A viagem no tempo só termina na trattoria Maialino, cuja estética não impressiona tanto quanto o menu criado pelo premiadíssimo chef Danny Meyer. Para completar a experiência, uma visita ao Rooftop Garden, onde centenas de lâmpadas vintage suspensas criam uma nuvem luminosa altamente “instagramável”. A foto nem precisa de filtro.

Onde ir : melhores restaurantes

Vandal

Prepare-se para uma misturança inusitada de gente, elementos, cores e sabores. A mescla de tribos e culturas do Vandal é capaz de unir em um mesmo cardápio ceviche peruano, tostadas mexicanas, tuna roll japonês, hambúrguer americano, bolinho coreano e pizza italiana, entre muitas outras opções.

Almond – Flatiron

Um cardápio especial, por um dia, com delícias originárias destes lugares. O ambiente com luzes amareladas baixas e muita madeira na decoração cria uma atmosfera cálida e aconchegante, mas não é por isso que a casa é campeã de audiência, e sim pela qualidade (e criatividade) de seus pratos.

Compras

Save Khaki United

Um dos ícones da nova moda high-low americana, a Save Khaki levanta a bandeira do American made: todos os produtos da casa são confeccionados em território nacional. Com preços bastante razoáveis e qualidade inquestionável, ainda ganha pontos por ser coerente com sua proposta de conforto sem esforço.

Artists & Fleas

A procura por essa feirinha vintage aumentou tanto desde sua inauguração, em 2003, que foi preciso mudar-se para o terreno vizinho, maior. Hoje, ela é parte da vida cultural da cidade nos finais de semana. São mais de 100 artistas e garimpeiros vendendo ali objetos autorais e cheios de história, aqueles achados que ninguém imaginaria encontrar e a preços mais módicos.

Diversão

Julius

Merece reverência por seu papel histórico. O Julius se equilibra naquela tênue linha que divide o que é bar do que é balada. Tanto faz. Afinal, o que importa é que ali, na terceira quinta-feira do mês, o ator John Cameron Mitchell assume a picape da festa Mattachine, e o faz como manda o manual: com vinil.

Battle Hymn

Todos têm espaço e vez na pista desta festa eclética e diversa, que rola sempre aos domingos. Porque não importa com qual grupo você se identifica, ao final da noite somos e suamos todos iguais ao som do melhor eletrônico de NYC. Idealizada pela escritora e performance Ladyfag, a festa pode mudar de endereço a qualquer momento, mas por enquanto ela pulsa na Flash Factory, uma das boates com o melhor sistema de som da cidade.

Bares

Union Pool

Pode decretar folga para a montação: aqui eles querem você confortável, no seu melhor mood. Essa antiga loja de piscinas agora é o bar em que uma galera jovem e open-minded mergulha noite adentro, nadando de braçada entre novas amizades, músicas fáceis de se gostar e drinks adocicados.

The Stonewall Inn

Tomar um drink no Stonewall Inn é quase uma obrigação histórica. Afinal, o bar foi palco dos protestos gays do final da década de 60 que marcaram o início do movimento pelos direitos LGBT. Então, aproveite a liberdade que você tem hoje para reverenciar quem abriu caminhos — e que ainda abre suas portas com o mesmo respeito de sempre.

Dica Imperdível

Fire Island

Maior ilha paralela à costa sul de Long Island, Fire Island é acessível de carro, barco ou balsa. Para quem prefere a primeira opção, o trajeto leva pouco menos de duas horas, sem trânsito. É para esse pedacinho de terra cercado de mar e de amor que os nova-iorquinos fogem aos finais de semana. Perto o bastante para ser visitado em um dia e longe o suficiente para proporcionar um descanso da loucura de Manhattan, a Fire Island serve como uma mini férias e nunca decepciona quem busca sossego à beira-mar.

Para mais informações, baixe o app Sonder, o app gay para viagens!

iOS: http://bit.ly/sonderios
Android: http://bit.ly/sonderdroid

Sonder

http://instagram.com/sonder_lgbt

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com