BlogHoteis.com

As melhores atrações em Amsterdam

Viajar é um dos desejos que mais passam pela cabeça de quem pretende tirar aquelas férias depois de um bom tempo. Com algumas economias, é possível ir a quase qualquer lugar do mundo. Mochileiros profissionais, então, nem precisam de muito. Basta ter um destino e algo para se virar no meio do caminho. Seja qual for o seu caso, essas dicas para viajar em Amsterdam vão mostrar ótimas opções.

Se você pensa em incluir esta bela cidade holandesa em seu itinerário, não vai se decepcionar. São várias de atrações para todos os gostos, desde viagens em família até peregrinações solitárias em busca de autoconhecimento e inspiração.

Está procurando o que fazer por esse lindo lugar? Temos aqui os dez principais pontos de interesse em Amsterdam. Continue acompanhando e veja quais delas mais chamam sua atenção:

1. Viagem de barco pelos canais

Começamos a lista com os itens mais simples, tranquilos e relaxantes. Afinal, se você vai viajar, vai querer saber onde pode recuperar as energias e ter um pouco de paz.

Essa cidade é atravessada por mais de 100 Km de canais, que são perfeitos para fazer um passeio de barco durante o dia. Se você pretende vivenciar aquele momento de descanso depois do almoço com alguma atividade relaxante, essa é uma excelente opção.

O tempo de duração da viagem costuma ficar em torno de 1h30min.  Não tão longo que fique tedioso, mas também não tão curto que você não tenha tempo de descansar. Cada passeio custa, em média, 15 euros, o que equivale a um pouco menos de 50 reais. Considerando o tempo em uma viagem para Amsterdam e quanto você deve levar de dinheiro, não é nada caro.

2. Uma volta de bicicleta

Se você pretende ver e aproveitar Amsterdam inteira e ainda fazer algum exercício ao mesmo tempo, passear de bicicleta é uma excelente pedida. Assim como Londres e muitas outras cidades na Europa, o tráfego de bicicletas é um dos mais comuns em todo o local, sendo bem fácil alugar uma bike por um dia inteiro.

É uma boa alternativa à viagem de barco, uma vez que alugar uma bicicleta por um dia inteiro pode custar menos de 15 euros, diminuindo bem os custos da viagem para Amsterdam. Considerando que a cidade inteira possui aproximadamente 200 Km², bem menos do que o Rio de Janeiro, esse ainda seria um excelente meio de transporte para quem deseja conhecer a cidade inteira em alguns dias.

3. Vondelpark

Se o seu objetivo é ver como é o cotidiano de alguns dos moradores de Amsterdam, o Vondelpark é uma das suas paradas obrigatórias enquanto faz seu passeio de bicicleta. Este é um dos maiores e mais belos parques públicos do país (uma atração gratuita!), com espaço para praticar esportes, andar de bicicleta ou apenas se deitar e curtir o clima.

Mesmo durante o inverno, o Vondelpark ainda é um lugar belíssimo. Basta ir agasalhado para apreciar os primeiros flocos de neve que caem com a chegada da estação. Considerando que muitas pessoas no Brasil já tiveram calor para uma vida inteira, pode até ser bom ver como é estar em algum lugar abaixo de zero por uma semana.

4. Museu do sexo

Saindo dos ambientes mais tranquilos e indo para algo mais “picante”, você certamente vai se interessar pelo Museu do Sexo. Que, como o nome diz, mostra absolutamente tudo que já foi inventado com relação à arte de fazer amor.

Considerando que uma das marcas registradas dessa região é a liberdade e desmistificação sexual, já é previsível que algo assim exista lá. E por um preço na viagem a Amsterdam que vai custar apenas 4 euros, não é o tipo de atração que se deixe de lado.

O museu possui de tudo. Estatuetas, vídeos, quadros, fotografias, até um slogan que diz “Sexo é coisa mais natural do mundo”. Se você sempre ouviu falar dessa cidade como um dos pontos mais “vanguardistas” com relação ao sexo, aqui está um dos motivos. Se você estiver em lua de mel, por exemplo, é um bom lugar para se inspirar.

5. Red Light District

Continuando na linha do prazer, o Red Light District, ou “Distrito da Luz Vermelha”, é a capital da prostituição em Amsterdam. Mas não confunda o contexto de lá com o de outros locais do mundo. Profissionais do sexo são vistos como quaisquer outros.

Ser garota ou garoto de programa é apenas mais uma carreira, com suas vantagens e desvantagens. Existem sindicatos, leis trabalhistas, deveres e direitos constitucionais que amparam a profissão mais antiga do mundo em Amsterdam.

O Red Light District, especificamente, é local de atuação de mulheres. Lá as garotas ficam em vitrines de quartos alugados especialmente para o serviço (relaxe, o sexo não é público). É possível encontrar mulheres, altas, baixas, negras, asiáticas, brancas, magras, gordinhas, trans e travestis.

Todas recebem auxílio da assistência social, não podem trabalhar com menos de 18 anos, devem ser autônomas (cafetinagem é proibida), são orientadas com relação a sexo seguro e realização de exames e fotos são proibidas em todo o bairro.

6. Museu de Van Gogh

Se entretenimento adulto não é o seu objetivo em Amsterdam, talvez outros tipos de cultura agradem mais. Você certamente ouviu falar do pintor holandês Vincent Van Gogh e seus quadros pós-impressionistas. Ou talvez só conheça o pintor que cortou a própria orelha. Em todo caso, há um museu dedicado às suas obras nessa cidade.

Por apenas 15 euros, você pode ver de perto um dos acervos mais completos sobre a vida do pintor, com quadros de vários estágios de sua carreira artística. Mesmo que você não seja um grande fã da apreciação calma dos museus, a praça externa ainda é um excelente lugar para tirar fotos. Incluindo o famoso letreiro “I Amsterdam”. Mas chegue cedo, ou vai ter que dividir o espaço com dezenas de pessoas.

7. A casa de Anne Frank

Antes de falarmos qualquer coisa sobre essa atração, é importante ressaltar: compre ingressos antecipados, pois essa é um dos pontos de mais interesse em Amsterdam.

Anne Frank foi, como alguns ávidos leitores e cinéfilos já devem saber, uma garota alemã e judia, que morreu aos 15 anos em um campo de concentração durante a segunda guerra mundial. Seu nome ficou conhecido com a publicação de seu diário, que contava a história do seu dia a dia durante a guerra. Uma adaptação para o cinema veio depois.

A casa em questão é um sobrado onde Anne morou por dois anos com sua família, escondida do regime nazista. A visita não é guiada, tendo que contar com as placas, vídeos e sinalizações disponíveis em todo o local. Mas isso não atrapalha nem um pouco a experiência.

8. Heineken Experience

Se você já teve o suficiente de cultura e quer um pouco mais de agitação para aproveitar o seu visto para Amsterdam, este é o seu lugar. A Heineken Experience, como o nome diz, é uma experiência oferecida pela fabricante de cervejas Heineken. O passeio começa com a história da cerveja e da cervejaria, como ela se desenvolveu, etc.

No meio do caminho tem uma sessão apenas para o futebol patrocinado pela cerveja e um simulador da produção para os visitantes. Mas é claro que não era isso que você estava esperando, não é? Se você vai a uma experiência com uma marca de cerveja, você quer o quê? Cerveja!

Há uma degustação com duas cervejas por conta da casa. Se quiser mais, terá que pagar pelo copo. A visita dura, pelo menos, 1h30 e não possui guia. Você deve aproveitar tudo no seu tempo e do seu jeito.

9. Albert Cuip Market

Aqui no Brasil, todo dia é dia de feira. E quando você vai a Amsterdam, o dia é sábado. Dentro do famoso “quarteirão latino”, o De Pijp, está o Albert Cuip Market, uma feira secular que possui uma das maiores variedades gastronômicas da cidade, especialmente queijos artesanais, além das típicas lembrancinhas de viagem.

Além desses atrativos, a Cuip possui um diferencial quase impossível de superar: o preço. Muitos itens da feira podem ser encontrados em outros pontos da cidade, mas dificilmente possuem um preço tão bom quanto os da praça.

Se você está procurando um lugar barato onde possa comprar um pouquinho de tudo e levar para casa, este é o seu paraíso na sua viagem para Amsterdam em relação a quanto levar de dinheiro.

10. As 9 ruas de Jordaan

Outra parada obrigatória para quem deseja variedade acima de tudo. Bem próximo ao centro, o bairro de Jordaan é, de longe, o mais visitado por todos os turistas. Talvez seja até o local de escolha do seu hotel em Amsterdam.

As nove ruas que cortam o distrito possuem dezenas de centros comerciais. Há galerias, lojinhas, restaurantes, um pouco de tudo. E o melhor: é um bairro pequeno, fácil de acessar e fácil de explorar.

Você pode alugar sua bicicleta e rapidamente ver todo o local. Mas para não perder a experiência completa, permita-se seguir a pé. Caminhe pelas ruas e sinta o clima do local.

Certamente, buscar os melhores preços de passagem para Amsterdam, verificar visto e os demais investimentos de energia valerão a pena ao conhecer esse lugar tão magnífico.

Agora que você já conhece essas 10 atrações turísticas de Amsterdam, que tal já agendar sua próxima visita a esta cidade? E você pode já ir preparando a sua estadia. Reserve seu hotel em Amsterdam em até 12x sem juros e sem IOF. Garanta uma excelente viagem por um bom preço!

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com