BlogHoteis.com
Circuito das Águas de Minas Gerais

Circuito das Águas de Minas Gerais: roteiro com dicas

Composto por 14 municípios no sul do estado, o Circuito das Águas de Minas Gerais é uma região turística que atrai a cada ano mais visitantes. Como o próprio nome indica, a principal atração são as águas minerais carbogasosas, que influenciam na saúde e também promovem o relaxamento.

Circuito das Águas de Minas Gerais
O Circuito das Águas de Minas Gerais é uma região turística que atrai a cada ano mais visitantes

Além das águas curativas, as cidades mineiras guardam também muitos outros atrativos imperdíveis para os viajantes, como parques, balneários, casarões históricos, boa comida e paisagens impressionantes.

Que tal incluir esse destino na sua próxima viagem? Veja as dicas e a sugestão de roteiro que montamos!

O que é o Circuito das Águas de Minas Gerais?

Bem no meio da Serra da Mantiqueira, as formações rochosas criaram uma espécie de “santuário” das águas minerais. Conhecidas por abrigar fontes de água com propriedades terapêuticas, as cidades do sul de Minas Gerais resolveram se unir, criando uma associação que promove o turismo regional.

São 14 cidades mineiras que possuem diversas opções de balneários e passeios para toda a família, atraindo principalmente quem deseja relaxar ou aproveitar as propriedades medicinais das águas da região. No total, juntas, as cidades abrigam 37 fontes termais, 267 pontos turísticos e mais de 300 anos de história!

Circuito das Águas de Minas Gerais
São 14 cidades mineiras que possuem opções de balneários e passeios para toda a família

Por tudo isso, hoje, o circuito é um dos polos turísticos mais visitados de Minas Gerais e conta com opções de turismo cultural, rural, histórico, ecológico, de bem-estar e religioso.

Quais cidades visitar e o que fazer no circuito

Gostou de saber mais sobre o circuito das águas de Minas Gerais e pensa em visitá-lo? Então saiba mais sobre cada uma das cidades integrantes, veja dicas de passeio e outras informações importantes para montar seu roteiro.

1. São Lourenço

Com um pouco mais de 43 mil habitantes, São Lourenço é um dos destinos mais conhecidos do circuito. Ela é a cidade preferida dos turistas que vêm dos grandes centros em busca de tranquilidade, paz e relaxamento, afinal, é um ambiente propício a essa sensação de refúgio, cercado por natureza e em um ritmo típico de uma cidade do interior de Minas.

O que fazer?

  • Parque das Águas

Uma das principais atrações de São Lourenço é o Parque das Águas, com mais de 300 mil metros quadrados e 9 fontes de águas termais.

Todas as fontes do parque possuem propriedades terapêuticas e são procuradas por quem deseja tratar problemas estomacais ou doenças, como infecções, anemia, alergias, estresse, depressão e dificuldades respiratórias.

 Circuito das Águas de Minas Gerais
O Parque das Águas abriga 9 fontes de águas termais, sendo que todas possuem propriedades terapêuticas

De todas as fontes, a mais visitada é a Fonte Vichy que possui propriedades que fazem dela uma das duas únicas no mundo (a outra está situada na França). Ela possui águas alcalinas, indicadas para problemas renais e gástricos.

Ainda dentro do parque, outro atrativo muito legal é o Centro Hidroterápico Balneário SPA, que oferece banhos nas águas sulfurosas, além de massagens relaxantes, drenagem linfática, sauna, limpeza de pele e banhos de espuma e sais.

Além de tudo isso, o visitante ainda pode aproveitar as várias outras atrações do Parque, como passeios de barco e pedalinho no lago da Ilha dos Amores ou o pôr do sol no Entardecer com as Garças, uma atividade muito procurada.

 Circuito das Águas de Minas Gerais
O visitante ainda pode aproveitar as várias outras atrações do Parque, como os passeios de pedalinho
  • Trem das Águas

Além de relaxar com as águas medicinais, o turista também pode apreciar um delicioso passeio de trem entre as cidades de São Lourenço e Soledade de Minas, outra integrante do Circuito das Águas de Minas Gerais.

O caminho tem 10 km e a linha margeia o rio Verde, oferecendo cenários incríveis para ótimas fotografias. O melhor é que você poderá sentir como era se locomover no século passado, já que todo o passeio é feito a bordo de uma locomotiva fabricada em 1927.

Além do passeio, ainda existem apresentações de grupos musicais para entreter os viajantes.

 Circuito das Águas de Minas Gerais
Além de relaxar com as águas medicinais, o turista também pode apreciar um delicioso passeio de trem

Há a opção de passeio na classe turística, mas também há a possibilidade de uma experiência diferenciada, viajando na classe especial, com bancos estofados e degustação de produtos regionais como cachaça, vinho, queijos e doces tipicamente mineiros.

Ao saltar na estação de Soledade de Minas, aproveite para passear na feirinha de artesanato, com muitos quitutes mineiros, inclusive a famosa garapa.

Se sobrar tempo na sua viagem, São Lourenço guarda outros atrativos como: passeio de balão, visita à rota do café, que mostra todo o processo de produção do grão ao longo de 3h30 de descobertas, dentro da Fazenda Sertão, corridas de Kart no Center Kart, voo panorâmico de avião pela cidade, entre outras possibilidades.

Circuito das Águas de Minas Gerais
Se sobrar tempo na sua viagem, aproveite o passeio de balão

Onde ficar?

Depois de ver tudo isso, quer incluir São Lourenço como destino da sua próxima viagem? Confira os melhores hotéis em São Lourenço e desfrute de todas as atrações!

2. Caxambu

Outra cidade bem conhecida do circuito é Caxambu, onde começaram as primeiras descobertas das fontes termais, em 1810. Contudo, foi apenas a partir de 1875 que as águas passaram a ser consideradas curativas.

Com pouco mais de 20 mil habitantes, Caxambu é uma cidade pequena, porém é uma das mais tradicionais estâncias hidrominerais do país e, por isso, vale a sua visita.

O que fazer?

Assim como São Lourenço, Caxambu também possui um Parque das Águas, com 12 fontes termais, sendo a Fonte Dona Isabel uma das mais famosas – ela recebeu esse nome em homenagem à princesa Isabel, que visitou a cidade em 1868.

Circuito das Águas de Minas Gerais
Além de aproveitar dos poderes curativos das fontes, o visitante poderá usar a piscina de água mineral

Além de aproveitar os poderes curativos das fontes, o visitante poderá praticar atividades físicas como vôlei ou tênis, usar a piscina de água mineral, fazer um passeio de pedalinho ou aproveitar os serviços de banhos especiais.

Dentro do parque, não deixe de fazer o passeio de teleférico que cruza cerca de 900 metros até atingir o Morro Caxambu, onde o turista é recebido com um visual impressionante da Serra da Mantiqueira, que renderá fotos incríveis para o seu álbum de viagens.

Circuito das Águas de Minas Gerais

Nos arredores do parque, visite as inúmeras lojinhas de artesanato com várias opções interessantes para presentear. Aproveite também para conhecer as diversas chácaras da região que contam com trilhas e atrações especiais de turismo rural.

Um dos destaques é a Chácara das Rosas, que na verdade é um centro de hidroterapia e terapias holísticas, com vários tipos de tratamentos.

Onde ficar?

Gostou dos atrativos de Caxambu? Embora seja possível fazer um “bate e volta”, você também poderá se hospedar no município. Separamos as melhores opções de hospedagem em Caxambu, confira!

3. Baependi

Conhecida como a “terra de Nhá Chica”, a primeira beata reconhecida pela Igreja Católica, Baependi é uma cidade que atrai muitos turistas em busca de meditação e, claro, do Santuário da Imaculada Conceição, a igreja de Nhá Chica.

A cidade também integra outro roteiro, o da Estrada Real, e oferece vários atrativos aos turistas.

O que fazer?

É claro que você não poderá ir a Baependi e deixar de visitar o Santuário. Ele está localizado no centro da cidade e abriga os restos mortais de Nhá Chica. Ao lado da igreja, está a casa onde a beata viveu.

Além disso, aproveite que está no município e programe um banho de cachoeira. São mais de 10 quedas d’água que favorecem o contato com a natureza.

Uma das mais conhecidas é a Cachoeira Itaúna, que fica a cerca de 15 km do centro e possui piscinas naturais e um escorregador de pedra. O local conta com uma boa infraestrutura aos visitantes com estacionamento, bares e um campo de futebol.

 Circuito das Águas de Minas Gerais
A Cachoeira Itaúna possui piscinas naturais e um escorregador de pedra

Outras cachoeiras  que valem a visita são a Cachoeira do Caldeirão e a Cachoeira do Juju, sendo que essa última possui uma impressionante queda d’água de 130 metros de altura.

Onde ficar?

Gostou de conhecer mais sobre esse destino? Veja as opções de hospedagem em Baependi que separamos para você!

4. Cambuquira

Localizada numa altitude de cerca de 900 metros, Cambuquira é um ótimo refúgio para quem deseja espantar o estresse e a vida corrida da cidade grande. Assim como as demais, essa cidade também contou com uma forte influência das águas terapêuticas para o surgimento do seu povoado.

O que fazer?

As principais atrações da cidade são o Parque das Águas e a Serra do Piripau. O Parque das Águas abriga a melhor água termal das Américas, de acordo com uma avaliação da revista Vip Exame.

É lá também que está o Balneário SPA das Águas, com banhos, tratamento crenoterápico e vários procedimentos estéticos e relaxantes.

Circuito das Águas de Minas Gerais
O Parque das Águas abriga o Balneário SPA das Águas

No Pico do Piripau, o viajante pode se surpreender com a beleza incrível da Serra da Mantiqueira e também se aventurar com a prática do voo livre, afinal esse espaço costuma abrigar vários campeonatos de paraglider e outros esportes de aventura.

Onde ficar?

Vai visitar esse destino? Separamos os melhores hotéis em Cambuquira para a sua viagem!

5. Três Corações

Conhecida por ser a cidade onde Pelé nasceu, Três Corações também possui uma das tradições cafeeiras mais fortes do Brasil e é uma das cidades que integram o circuito das Águas de Minas Gerais.

Circuito das Águas de Minas Gerais
Três Corações também possui uma das tradições cafeeiras mais fortes do Brasil

O que fazer?

Se você é um amante do futebol, a nossa dica é visitar o Museu Terra do Rei, em homenagem a Pelé. O museu, instalado no antigo prédio do Fórum, conta a história do rei por meio de fotos, vídeos, objetos, ilustrações, reportagens, depoimentos e muito mais.

Além dele, a influência do Pelé está por toda a parte, como a Casa Pelé, uma réplica onde o atleta viveu quando era criança, a Praça Pelé e o Monumento Tricampeões do Mundo e o Parque Dondinho, em homenagem ao pai de Pelé.

Onde ficar?

Separamos as melhores opções de hotéis no centro de Três Corações, confira!

Além dessas cidades, você também poderá visitar:

  • Carmo de Minas: com destaque para a Rota do Café Especial que visita as fazendas cafeicultoras da cidade, o Balneário da Barra, a Fazenda Canaã (com várias cachoeiras) e o Pico do Agudo;
  • Conceição do Rio Verde: que também conta com um Parque das Águas e cachoeiras;
  • Lambari: assim como as demais abriga um Parque das Águas, além de um belo Lago, cachoeiras e o Parque Estadual Nova Baden.

Como chegar no Circuito das Águas?

Para acessar as cidades do circuito, você poderá tanto usar as estradas de Minas Gerais, como as que vem de São Paulo e do Rio de Janeiro. Quem está vindo de Belo Horizonte deve seguir rumo a Três Corações (a primeira da rota pela Rodovia Fernão Dias).

A Fernão Dias também é o melhor acesso para quem parte de São Paulo. Da capital, a dica é seguir até Pouso Alegre e de lá pegar a MG-458 até Heliodora. Já se você está saindo do Rio de Janeiro, a cidade mais próxima é São Lourenço, a 270 km da capital fluminense.

Gostou de conhecer o Circuito das Águas de Minas Gerais?

Aproveite e compartilhe essas dicas nas suas redes sociais!

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com