BlogHoteis.com

Conheça 6 cidades para conhecer no sul de Minas Gerais

Minas Gerais é um dos estados mais culturalmente ricos do Brasil. Foi nesse local em que eventos importantes aconteceram no país, indo da mineração à Inconfidência. Além disso, o estado conta com acervos de obras de arte incríveis, uma culinária típica muito gostosa e muitas belezas naturais que substituem o mar com louvor.

No sul de Minas, quase perto da fronteira com São Paulo, não faltam cidades bonitas, cheias de história e ricas em beleza. Para conhecê-las, confira esse roteiro por Minas Gerais que começa em Extrema e termina em Capitólio.

Vem com a gente?

1. Extrema

Pequena e charmosa, Extrema fica a menos de 500 km da capital Belo Horizonte. Com uma população reduzida, é uma opção perfeita para iniciar o seu roteiro para desbravar belas cidades do sul de Minas Gerais.

As terras onde hoje ficam o município faziam parte de uma grande fazenda. Com a doação de algumas porções para a construção de uma capela, não demorou para que as pessoas começassem a chegar.

A data desses eventos iniciais é incerta, mas foi antes do final do século 18, o que faz com que esse lugar tenha muita história para contar. O distrito foi criado oficialmente em 1858, como parte de Camanducaia — na época, Jaguari. A independência veio em 1901 e o nome pelo qual o lugar foi conhecido, em 1915.

Para aproveitar com máximo conforto, reserve seu hotel em Extrema em até 12 vezes sem juros e sem IOF.

Para quem gosta de aventura, a atração perfeita é a trilha para o Pico do Lopo. Essa formação rochosa faz parte da Serra da Mantiqueira e fica bem na divisa com o estado de São Paulo. Está a 1.750 metros de altura e, inclusive, oferece passeios voltados somente para mulheres, se for o caso. Lá de cima, é possível ter uma visão panorâmica de um lugar de tirar o fôlego.

sul de Minas Gerais
A trilha oferece vista de tirar o fôlego

Ainda falando em natureza, não deixe de conhecer o Parque Municipal Cachoeira do Salto, que possui vegetação nativa, área de playground para crianças e águas incríveis. A cachoeira e os chamados corpos d’água são as grandes atrações que encantam pela beleza e pelo movimento. Fica aberto de quarta a segunda-feira, das 8h às 18h.

Para coroar os passeios com um belo brinde, conheça a Cervejaria Valenbier. Com produtos artesanais e de alta qualidade, há várias opções de cerveja gourmet com sabores diversos. Com grandes opções de rótulos, não faltarão sabores. Para visitá-la, vá de terça a sexta-feira, das 13h às 18h, e aos sábados, das 9h30 às 17h30.

Confira os melhores hotéis de Extrema aqui.

2. Pouso Alegre

A menos de 100 km do primeiro destino fica Pouso Alegre, uma das mais importantes cidades do sul de Minas Gerais. As primeiras ocupações datam da época dos bandeirantes. No final do século 16, chegaram os primeiros paulistas, com o desbravamento começando de fato a partir do século seguinte.

Às margens do Rio Mandu, foi João Silva quem se tornou o primeiro habitante do lugar, o qual investiu na lavoura das férteis terras. Em 1795, chegaram as primeiras pessoas, devido à construção da igreja de Senhor Bom Jesus.

Em 1810, a região virou uma freguesia e, 20 anos depois, uma vila chamada Pouso Alegre. A cidade, por sua vez, foi formada, independente, em 1848. Cheia de belezas, é um dos pontos mais atraentes nessa região de Minas Gerais.

sul de Minas Gerais
Aproveite para fazer um delicioso piquenique em um dos parques da cidade

Uma das atrações vistas de praticamente qualquer lugar do município é o Cristo Redentor de Pouso Alegre. Semelhante ao encontrado na capital carioca, possui 33 metros, sendo o segundo maior do país, perdendo apenas para o mais famoso. Além da estátua, esse ponto é uma grande atração por oferecer uma vista do mirante. Está localizado em um morro a 1.200 metros de altura, sendo possível visualizar toda a cidade de um jeito único.

De volta ao centro de Pouso Alegre, aproveite para conhecer o Museu Histórico Municipal Tuany Toledo, que conta a história da cidade, com documentos, objetos fotografias e muito mais. É um centro cultural importante que abriga memórias que constroem a cultura popular. Fica aberto de segunda a quinta-feira, das 12h às 18h; às sextas-feiras, das 8h às 14h, e aos sábados, das 10h às 16h.

Para curtir tudo isso, nada melhor do que contar com boas opções de descanso. O Zii Hotel Pouso Alegre é novo, moderno e tem uma atmosfera incrível. Já o Class Hotel é econômico, mas não abre mão de oferecer uma estrutura completa e muito agradável. Enquanto isso, o Marques Plaza Hotel tem ótimo serviço de atendimento, bom espaço e várias opções de lazer.

3. Poços de Caldas

Depois de percorrer 110 km, você chegará a Poços de Caldas. Quase na fronteira com São Paulo, é uma das localidades mineiras mais conhecidas e visitadas do estado.

A cidade é especialmente conhecida por suas águas que, dizem, têm propriedades medicinais. As primeiras nascentes foram descobertas ainda no século 18 e não demorou até que as terras fossem ocupadas pelos profissionais que restaram do ciclo do ouro.

Com uma terra fértil, a agropecuária começou a florescer, mas, até então, quase 100 hectares eram de propriedade particular. Em 1818, houve a doação para a cidade e a fundação aconteceu oficialmente em 1872.

Poços de Caldas passou, então, a se tornar um destino para quem buscava tratamentos terapêuticos por meio das casas de banho variadas.

Em 1940, era um destino certo das classes brasileiras abastadas, o que contribuiu para o seu desenvolvimento. Antes focada nos cassinos, sua economia voltou-se para o turismo nos dias atuais.

Para aproveitar todos os benefícios das águas sulfurosas que rompem a superfície, vá a Thermas Antônio Carlos. O lugar existe desde 1931 e conta com banhos em temperaturas que vão de 37 a 45°C. Com indicações para diferentes situações, é um espaço relaxante e de tratamento. Fica aberto de terça-feira a sábado, das 8h às 18h30, e aos domingos, das 8h às 12h.

E, por falar em águas, aproveite para conhecer a Cachoeira Véu das Noivas. A visão da queda d’água é incrível, contando com muita natureza e um mirante que fica bem perto do local. Além disso, há barracas e boa estrutura para famílias. As visitas podem ser feitas diariamente, das 8h às 17h30.

sul de Minas Gerais
A cachoeira Véu de Noiva é a mais conhecida da cidade

Para aproveitar uma vista incrível de toda a cidade, o melhor passeio é o de teleférico até a Serra de São Domingos. Durante a viagem, é possível ver todos os prédios, ruas e vegetação do município. Ao chegar ao topo, é possível aproveitar o Parque Municipal da Serra de São Domingos. Os passeios acontecem diariamente, das 8h às 17h.

Confira os melhores hotéis de Poços de Caldas aqui.

4. Passos

Voltando para a estrada, é hora de seguir por 190 km até Passos. Em pouco mais de duas horas, você estará nessa charmosa e histórica localidade.

A existência de ouro nas proximidades da região atraiu os primeiros desbravadores. No começo do século 19, as terras eram relativamente ocupadas, formando um povoado que era conhecido como Capoeiras. Depois, com a construção da capela a Senhor Bom Jesus dos Passos, recebeu o nome do santo por volta de 1836.

Em 1850, a povoação tornou-se uma vila, a qual se beneficiava do relevo atraente e do solo propício. Em 1858, passou a ser uma cidade com o nome simplificado que ostenta até hoje. Pequeno e charmoso, esse município é cheio de história para contar e ainda guarda bastante de suas origens.

sul de Minas Gerais
Aproveite a viagem para tomar um delicioso café da manhã típico mineiro

Para ver de perto alguns dos pontos importantes para a história de fundação, visite o Centro Memorial Antônio Theodoro Grilo. Além de todas as fotos, documentos e itens que ajudam a traçar a história de Passos, o lugar fica na antiga estação ferroviária da cidade. Com estrutura clássica, o resultado é um local que transborda cultura e história. Fica aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Mesmo quem não for religioso deve conhecer o Igreja Senhor Bom Jesus dos Passos. A igreja, que data do século 19, foi o ponto que deu origem ao desenvolvimento e ao nome da área. A construção possui belos detalhes arquitetônicos e fica no coração de Passos, podendo ser visitada diariamente.

Por falar em prédios históricos, também é uma ótima opção visitar o Teatro Rotary. O pequeno palco tradicional fica diante de uma plateia aconchegante, que pode assistir a diversos espetáculos para todas as idades. Além de tudo, vale a pena admirar a estrutura arquitetônica única. O horário de funcionamento varia com cada atração.

Confira os melhores hotéis de Passos.

5. Capitólio

Para encerrar o roteiro, é só seguir cerca de 80 km até Capitólio. A menos de 300 km de Belo Horizonte, este município vai surpreender você.

A história desse lugar é incerta, pois não há registros de quando a ocupação começou a ocorrer, de fato. O que se sabe é que no século 18 já havia uma pequena povoação, que ganhou força a partir do final do período seguinte. Com terras férteis e clima agradável, a agricultura sempre foi um bom caminho a seguir.

Por volta de 1895, houve a construção da primeira capela, o que estimulou ainda mais o desenvolvimento do lugar, que era conhecido como Arraial das Cabeças. Em 1924, tornou-se distrito de Guapé, somente conseguindo a independência em 1948.

sul de Minas Gerais
A natureza é o grande atrativo da cidade Capitólio

A natureza é a grande atração dessa região e a Cachoeira Azul é um dos pontos favoritos dos viajantes. Fica às margens da rodovia MG-050 e recebe esse nome justamente por causa da cor de suas águas. O lugar é perfeito para um banho refrescante. As visitas acontecem diariamente, das 8h às 18h.

Já pensou ver grandes paredões de pedra em uma paisagem especialmente esculpida pelo tempo? Pois, no Canyon de Furnas isso é possível. Ele fica na Serra da Canastra e tem um visual exuberante. O acesso é feito por embarcações e um dos pontos conta com uma refrescante queda d’água. Além disso, há o Mirante do Canyon, que oferece uma vista sensacional. O passeio deve ser agendado para o período da sua viagem. Para completar, aproveite para fazer passeios de lancha e explorar outras cachoeiras dessa região.

Confira os melhores hotéis de Capitólio aqui.

6. Varginha

Considerada pelo IBGE como a cidade dona da terceira maior população do Sul do Estado de Minas, Varginha oferece opções incríveis de hospedagens e lazer. Além disso, é um dos maiores polos na produção e exportação de café, atraindo investimentos pela alta qualidade dos grãos.

Localizada na região do Lago de Furnas, tem fácil acesso pela BR-381 para quem viaja de carro saindo de São Paulo até Minas Gerais, com 323km de distância. A viagem dura em média 4h30min. Para quem viaja de ônibus, o tempo estimado fica entre 6h30.

O que fazer em Varginha

Se você viaja em família e com crianças, vale a pena visitar o Parque Zoobotânico Dr Mário Frota. Reformado recentemente, está localizado na Rua Petrópolis com fácil acesso.

O ingresso custa apenas R$ 4,00 e crianças menores de seis anos não precisam pagar. Tem um shopping ao lado com parquinhos para entretenimento.

Para quem gosta de uma boca caminhada ou prefere pedalar, recomendamos a trilha do Morro do Chapéu, com uma vista incrível também das cidades vizinhas.

Quer lavar a alma? Visite a Represa de Furnas, um local repleto de cachoeiras e com 1440km², com atividades para toda a família (pesca, paraglider, barcos)

Para quem quiser conhecer mais sobre a história de Minas Gerais, vale a pena visitar o Museu Municipal de Varginha, em um prédio de ótima infra-estrutura, com peças históricas sobre o Brasil Colonial. A entrada é gratuita e o museu está localizado próximo ao centro da cidade, na Praça Matheus Tavares,178. Não abre aos sábados

Conhecida também mundialmente como a capital da Ufologia, a cidade abriga diversas estátuas e réplicas de naves espaciais, que surgiram após os relatos de aparições alienígenas.

Saiba mais sobre a história da cidade.

Depois de curtir esse roteiro por Minas Gerais, você poderá aproveitar alguns dos pontos mais bonitos do sul do estado. Não faltarão lembranças e fotos incríveis da viagem.

E aí, o que achou das sugestões? Dê a sua opinião e a sua dica aqui no blog.

Hoteis.com

2 Comentários

  • Não se trata de bairrismo, mas como varginhense nato que sou, não entendi a omissão do nome Varginha localizada no Sul de Minas e que tanto contribui na transferência de tributos para os cofres públicos do Estado e União.

    • Olá Edgard! Valeu pelo seu comentário =) Iremos incluir Varginha na lista do post de cidades do Sul de Minas. Um grande abraço!

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com