BlogHoteis.com

Foz do Iguaçu, uma agradável surpresa

Deixe a natureza te surpreender em uma viagem incrível para Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu já começou surpreendendo quando chegamos no hotel. Uma imensa mata verde e de repente, lá estavam elas, o Patrimônio Natural da Humanidade, as Cataratas. Com suas, quase 275 quedas, as Cataratas do Iguaçu participaram da campanha mundial para escolher as sete maravilhas naturais do mundo. É impressionante a energia do lugar.

Mas “Foz”, como a cidade é chamada carinhosamente pela maioria dos locais, não vive somente em torno das Cataratas. Com diferentes atrações para adultos e crianças, uma variedade de restaurantes e a possibilidade de conhecer outros dois países, tornam essa cidade um ótimo ponto turístico e a melhor parte, 4 dias são suficientes para explorar.

A experiência de hospedagem dentro do Parque

O primeiro hotel que fiquei foi o Belmond Hotel das Cataratas. Ele é incrível, fica dentro do Parque Nacional das Cataratas. Aluguei um carro (recomendo) e na chegada ao portal de entrada do Parque, me foi informado que não poderia seguir de carro até o hotel, pois é uma área restrita e a circulação de veículos somente feita por credenciados. Deixei o carro e peguei uma van (horários pré-determinados, fiquem atentos) até o hotel, que fica a 10km da entrada.

Foz do Iguaçu
Fachada do Belmond Hotel das Cataratas

A recepção do hotel já tornou a experiência mais agradável, fui muito bem tratado. Me passaram todas as informações e atividades que o hotel oferece e a melhor parte foi que, por estar hospedado dentro do parque e exatamente em frente as Cataratas, poderíamos fazer a trilha e circular por todos os lugares quando bem quiséssemos.

Não precisaríamos esperar o parque abrir as 8 da manhã e não tínhamos que sair quando fechasse, as 17hs. Eu adoro essa liberdade de explorar o local a hora que eu quiser, se eu quiser ver o sol nascer nas Cataratas, eu vou. Isso é muito bom! Como cheguei no fim de tarde, fui até o mirante do hotel fazer algumas fotos e ver o pôr do sol, vale muito a pena. E para fechar o dia, passei na academia pra me exercitar (muito boa inclusive) e logo fui jantar no restaurante Ipê, na área da piscina, onde estava servido um buffet, mas também com opções à la carte.

Foz do Iguaçu
A recomendação para o jantar é o Restaurante Ipê, no Belmond Hotel das Cataratas

No dia seguinte, acordei cedo para aproveitar a vantagem de visitar as Cataratas do lado brasileiro antes de abrir o parque. Foi demais! O parque inteiro para poucos, bem poucos. Café da manhã reforçado, peguei a van até o portal pois a intenção era visitar o lado argentino das Cataratas e depois almoçar em terras portenhas.

Conhecendo o lado argentino de Foz

Uma fila enorme para entrar na Argentina. Depois de quase uma hora, passaporte carimbado e o policial argentino me informou que as Cataratas estavam muito cheias naquele horário. Mesmo assim, segui até a entrada e realmente estava complicado entrar. Como passei muito tempo na imigração e já estava perto do horário do almoço, resolvi abortar as Cataratas e procurar um bom restaurante. Comi em Puerto Iguazu, no restaurante Aqua. Pedi um peixe, muito saboroso e bem servido. A conta deu em torno de R$ 70,00 com couvert e bebidas. Justo.

Foz do Iguaçu
Os pratos do lado argentino não ficam em nada atrás dos nossos

Na volta para o Brasil, a imigração foi muito mais rápida. Mais um carimbo no passaporte e uma parada no Duty Free que fica logo após o controle da Polícia Federal. Fácil de estacionar e na entrada do público um controle para lacrar bolsas, mochilas e câmeras. Lá dentro, áreas setorizadas entre perfumes e cosméticos, bebidas, chocolates, eletrônicos, roupas e etc. Se procurar vão encontrar bons preços. No setor de chocolate, por exemplo, o compre 2 e leve 3 estava em todos os itens. Voltei com a sacola cheia, sabe como é né, chegar de viagem sem um doce pros amigos/família é meio vacilo, rs.

O Marco das Três Fronteiras precisa estar no seu roteiro da viagem

Manhã do terceiro dia

Check out no Belmond e seguir para o outro hotel, Bourbon Cataratas Convention Resort, que fica na Rodovia das Cataratas e a 12km da entrada para as Cataratas. Deixei as malas no hotel e segui para o Marco das Três Fronteiras do lado Brasileiro. É um local onde é possível ver a junção dos rios Paraná e Iguaçu e é marcada por um obelisco em cada país (Brasil, Argentina e Paraguai). Além disso, lojas com souvenires, shows culturais, restaurantes e uma vila cenográfica. Valor por pessoa R$ 22,00. Existem pacotes com outras atrações em Foz. Vale a pena dar uma olhada no site.

Foz do Iguaçu
Fachada incrível do Hotel Bourbon Cataratas Convention Resort

Hora do almoço chegando e resolvi ir novamente a Argentina, em um restaurante perto do obelisco do Marco das Três Fronteiras. A passagem pela imigração foi muito rápida dessa vez. Literalmente sem fila. O restaurante escolhido foi o Bocamora Grill & Wine. Valeu pela vista. O serviço foi demorado (não estava cheio) e a comida era OK. Pedi churrasco dessa vez. Prato + entrada e bebidas, R$ 100,00.

Voltei para o Brasil e resolvi ir ao Paraguai para fechar os três países no mesmo dia. O transito na ponte estava quilométrico, então resolvi deixar o carro do lado brasileiro e atravessar a ponte a pé. Foi a melhor opção, pois a volta também estava tudo parado. Como cheguei às 17h20 em Ciudad del Este, a maioria das lojas já estava fechando. Não foi tão decepcionante, pois não tínha a intenção de comprar nada, só conhecer. Carimbei o passaporte e voltei.

O jantar foi no restaurante do hotel. O hotel estava lotado, muitas excursões e grupos. A comida estava boa e apesar do restaurante estar cheio, o atendimento foi rápido. Eles oferecem um drink de cortesia, mas eu optei por dormir.

Último dia em Foz

Como o voo era só no final da tarde, aproveitei a manha para visitar a Itaipu Binacional. Não podia ir embora sem conhecer a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta. Estacionei o carro (R$ 20,00 o dia) e vi uma fila grande para a compra de ingressos. Caso você tenha comprado pela internet, a fila é bem menor ou, como no meu caso, comprei nos totens disponíveis. Rápido, prático e eficiente.

Escolhi o tour panorâmico onde começa com um filme explicando toda a construção, os números impressionantes da usina e a quantidade de empregos gerados para os dois países, Brasil e Paraguai. Peguei um ônibus que leva até o Mirante Central para ver toda a estrutura e tirar fotos. Depois disso, um daqueles ônibus de dois andares, sendo o andar de cima panorâmico e passando pela barragem na parte de cima, ao lado do lago e na parte de baixo ao lado das turbinas. Impressionante! Existem outras opções de visita, inclusive mais detalhadas. A minha durou 1h40.

Foz do Iguaçu
Conhecer a Represa de Itaípu também é um dos passeios obrigatórios da cidade

De volta ao hotel, pedi um late check out e consegui, apesar do hotel lotado. Terminei de arrumar as malas pensando nas Cataratas do lado Argentino que não visitei “em corpo”, mas graças a tecnologia meu drone viu tudo (haha) e vocês podem acessar o vídeo e as fotos no meu instagram para ver também. Como em muitas reservas e parques nacionais, é proibido o uso de drones. No caso, você precisa de uma permissão para poder decolar, tenham certeza de checar na recepção do hotel.

Conclusão: “porque eu não visitei antes?”

Muitas vezes a gente acaba deixando o que nosso país pode nos oferecer pra ir longe em busca de algum super destino. Cada vez eu tenho valorizado mais a nossa beleza natural e cultural. Se você tá pensando em viajar por aqui, pode colocar Foz do Iguaçu no seu bucket list que não vai se arrepender. Voltei com as energias renovadas!

Aproveite também para reservar, e se surpreender, com a Hoteis.com, pagando em até 12x sem juros e ainda acumulando pontos para trocar por noites grátis!

Vitor Liberato

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com