BlogHoteis.com

Guia com roteiro de 5 dias na Chapada dos Veadeiros

Hoje vou compartilhar com vocês um roteiro super pedido, o da Chapada dos Veadeiros.

Esse é um dos destinos mais curtidos por aventureiros, para quem deseja relaxar, ter contato com a natureza, ver paisagens lindas e fazer trilhas. Com certeza, você não irá se arrepender de visitar a Chapada dos Veadeiros.

Acabei de voltar de lá e preparei um roteiro fresquinho com informações super atualizadas. Vamos ao roteiro de cinco dias?

Primeiro dia

No primeiro dia chegamos em Brasília, pegamos o carro e partimos direto para a Chapada dos Veadeiros, percurso que demora, em média, 3 horas. Como chegamos no final da tarde, deu apenas para fazer uma visita, que por sinal vale muito a pena.

Catarata dos Couros: Fica em Alto Paraíso, sendo um dos lugares mais visitados por lá. Você não pode ir a Chapada sem visitar essa cachoeira, o que seria um crime (risos). Recomendo a contratação de um guia para chegar até lá, pois o lugar não é muito bem sinalizado. A contratação do guia fica em torno de R$ 150 (preço que você pode dividir entre as pessoas do seu grupo).

Você precisa fazer uma trilha de dificuldade média para chegar até a catarata, que não é muito longo, porém um pouco cansativo, com o terreno acidentado e um pouco íngreme, mas nada impeditivo.  Durante o passeio você vai apreciar a cachoeira, as piscinas de água cristalina e os cânions. Com certeza, você deve colocar esse lugar no seu roteiro.

Dica: leve comida e água, pois lá não tem lugar para comprar nada. Leve também protetor solar, chapéu e vá de tênis. Como é necessário fazer trilha, chinelo é desaconselhável. Aliás, essa dica serve para visitar todas as cachoeiras.

Segundo dia

No segundo dia fizemos dois passeios em um: as cachoeiras das Loquinhas e a do Macaquinho.

Cachoeira Loquinhas: Loquinhas tem um grande apelo “instagrameco” (risos). As fotos que pipocam por aí são do poço Xamã. Pela foto dá para entender o motivo: quando o sol bate na água fica com uma coloração verde esmeralda incrível. Essa cachoeira fica em Alto Paraíso e você pode ir com guia ou sem. Fomos com guia, que costuma cobrar R$ 150 por passeio. É possível contratar um guia em Alto Paraíso, Cavalcante ou São Jorge.

A trilha é tranquila, não achei difícil e tem vários pontos de parada para mergulhos. Aconselho ir primeiro direto para o poço Xamã para tirar aquela foto espetacular.

Valor da entrada: R$ 20 (por pessoa)
Dica: leve comida, água, protetor solar, chapéu e vá de tênis.

Cachoeira do Macaquinho: Confesso que não estava dando muito por essa cachoeira porque ainda é um roteiro pouco explorado, mas me surpreendi ao chegar lá, achei linda!

Não é difícil chegar, basta fazer uma trilha relativamente fácil. Entretanto, como ainda não é um trajeto muito conhecido, para chegar lá sozinho você pode encontrar um pouco de dificuldade, por isso recomendo contratar um guia.

O lugar é lindo com vários pontos para fotografar e tomar banho em poços de água cristalina e cor verde esmeralda, além de lugares para saltar. Um passeio ideal para quem curte aventura, com quedas pequenas que formam hidromassagens naturais, além de quedas maiores. Tem até uma cachoeira exclusiva para a prática de nudismo.

Valor da entrada: R$ 20 (por pessoa)
Dica: leve comida, água, protetor solar, chapéu e vá de tênis.

Terceiro dia

O terceiro dia foi o mais cansativo. Conhecemos a cachoeira do Segredo e o pôr do sol no Mirante da Janela. Você ainda pode fazer um passeio opcional à noite nas águas termais do Monte Vermelho para dar uma relaxada após o dia exaustivo.

Cachoeira do Segredo: A cachoeira do Segredo fica em uma propriedade particular. Você consegue chegar até lá a partir da vila de São Jorge. Fizemos esse passeio com um guia em um percurso de 7km de ida e volta. A cachoeira do Segredo tem mais de 100 metros de queda em cascata. O visual é incrível!

Valor da entrada: R$ 25 (por pessoa)
Dica: leve comida, água, protetor solar, chapéu e vá de tênis.

Mirante da Janela: Fomos conferir o pôr do sol no Mirante da Janela e, de quebra, passamos em um lugar chamado de Abismo.

A trilha é bem difícil e cansativa, com 7km de ida e 7km de volta e, em alguns trechos, há subida com escalada em pedra. Mas o esforço vale qualquer sacrifício para chegar até o final e ver aquele visual que, com certeza, não tem preço. É imprescindível levar um guia nesse passeio.

Valor da entrada: R$ 15 (por pessoa)
Dica: leve comida, água, protetor solar, chapéu e vá de tênis

Águas Termais do Morro Vermelho: um ótimo passeio para fazer após um dia de caminhada. O legal é que o lugar fica aberto até às 22h, permitindo que você aproveite o dia e depois relaxe nas águas termais. O local fica a 14km de São Jorge. Conta com três piscinas naturais, com a temperatura chegando a quase 33 graus. Por isso, é um ótimo programa para ir à noite. Por lá tem uma vendinha, onde é possível comer uns petiscos e beber algo enquanto relaxa.

Valor da entrada: R$ 10 (por pessoa).

Quarto dia

No nosso último dia inteiro conhecemos duas das atrações mais esperadas da chapada dos Veadeiros: as cachoeiras de Santa Bárbara e da Capivara.

Cachoeira Santa Bárbara: é uma das cachoeiras mais procuradas pela sua cor azul cristalina, que confere uma tonalidade incrível nas fotos. Há uma queda de 30 metros que parece um paraíso escondido. O lugar fica dentro de uma comunidade Kalunga, por isso tem a visitação limitada. Portanto, vá cedo! É o único lugar em que é exigido um guia para entrar, que você pode contratar na própria comunidade Kalunga.

Valor da entrada: R$ 20 (por pessoa).
Dica: leve comida, água, protetor solar, chapéu e vá de tênis

Cachoeira da Capivara: A cachoeira da Capivara fica na mesma comunidade Kalunga. Há algumas pessoas que visitam somente a cachoeira de Santa Bárbara, o que eu acho um crime! A cachoeira da Capivara também super vale a visita. É uma ótima pedida para relaxar e fotografar.

Quinto dia

Hora de voltar para Brasília. Nosso voo era a noite, então dava tempo de visitar mais um destino, o Vale da Lua.

Vale da Lua: esse foi o único passeio que fomos sem guia, pois ficava pertinho do nosso hotel, que fica em Alto Paraíso. O local é de fácil acesso, com uma trilha fácil também. O Vale da Lua apesar de conhecido, muitas vezes, é subestimado e não vejo razão para isso, pois as suas formações criam um efeito incrível, além de formar piscinas naturais ótimas para relaxar com o combo perfeito: ótimas fotos e relaxamento.

Valor da entrada: R$ 20 (por pessoa).
Dica: No lugar tem um local para comprar comida e bebida. Leve protetor solar, chapéu e vá de tênis.

Cachoeiras Almécegas: Caso ainda sobre tempo, visite também as cachoeiras Almécegas I e II, que ficam próximas do Vale da Lua, na Fazenda São Bento. Você consegue conhecer as duas no mesmo dia.

Valor da entrada: R$ 20 (por pessoa).
Dica: leve comida, água, protetor solar, chapéu e vá de tênis.

Independente do roteiro que você escolha, com certeza a Chapada dos Veadeiros merece a sua visita!

Fica a dica!
Quem quiser mais roteiros das minhas viagens, lá no blog tem 😉

Até a próxima dica!

Simone Freitas
https://projetoviajandosempre.com.br/

Simone Freitas

2 Comentários

    • Olá Fred! Que bom que você gostou das nossas dicas. A Chapada dos Veadeiros é um lugar realmente incrível, com muita energia e paisagens maravilhosas.
      Também temos outro post com mais dicas de cachoeiras (realmente visitadas por funcionários da Hoteis.com) e como encontrar guias turísticos na cidade. Leia mais informações sobre o que fazer por lá em 7 dias https://bloghoteis.com/7-dias-de-ferias-na-chapada-dos-veadeiros/. Conta pra gente, quando você voltar como foi a sua experiência!
      Um grande abraço e boa viagem = )

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com