BlogHoteis.com

Ilhabela: destino paulista preservado para quem curte natureza

Ilhabela: destino paulista preservado para quem curte natureza

Ilhabela, localizada no litoral norte do estado de São Paulo, a cerca de 210 km da capital, é a maior ilha marítima do Brasil, com aproximadamente 40 praias e centenas de cachoeiras. O destino é o paraíso brasileiro para o turismo e agrada qualquer perfil de viajante: grupo de amigos que busca agito e diversão, aventureiros procurando muita adrenalina no ecoturismo, casais em lua de mel ou família com filhos.

A ilha faz jus ao seu nome e se apresenta em paisagens de tirar o fôlego, garantindo boas e inesquecíveis experiências aos seus visitantes. Na Mata Atlântica intacta, costões abrigam vida marinha diversificada, com peixes, tartarugas e golfinhos.

O único incômodo nessa viagem é a presença de muitos mosquitos borrachudos que sobrevoam a região, devido à abundante mata nativa e às águas límpidas. Mas isso é facilmente resolvido com um bom repelente, de preferência oleoso, e algum antialérgico na bolsa. Só não vale se esquecer dessa poderosa dica!

Quais são as atividades de ecoturismo?

Famosa pela excelente condição do vento e mar do canal de São Sebastião, Ilhabela é considerada a capital nacional da vela, atraindo velejadores de diferentes partes do mundo. O destino turístico não vai decepcionar os amantes da natureza: são riachos, trilhas, cachoeiras, praias pouco exploradas, esportes aquáticos (como a própria vela, mergulho, surf, windsurf e kitesurf) e passeios de barco sempre cercados por cenários dignos e paradisíacos.

Ilha bela tem o clima perfeito para velejar

Parada obrigatória para quem visita a região é o Parque Estadual (que leva o mesmo nome da cidade) é apontado pela Unesco como Reserva Mundial da Biosfera. Dos quase 300 km2 de área protegida por lei, ao menos 85% é do parque, que preserva uma das maiores áreas de floresta da Mata Atlântica do estado de São Paulo.

Os apaixonados por mergulho vão adorar conhecer o principal cemitério de navios do Brasil, com naufrágios que podem ser visitados em expedições de mergulho. E quem tem vontade de submergir pela primeira vez pode fazer o mergulho de batismo em grande estilo na Ilha das Cabras ou no costão da Ilha de Búzios, áreas protegidas e com vida marinha bem rica e variada.

A ilha das Cabras, em Ilha Bela, oferece muitas atividades aos turistas
A ilha das Cabras, em Ilha Bela, oferece muitas atividades aos turistas

Quem gosta de adrenalina vai adorar fazer o passeio de Jeep por 22 km de off-road em uma estrada com cachoeiras, travessia de rios e riquíssima fauna e flora. O destino é a paradisíaca Praia de Castelhanos, mas quem não estiver satisfeito com a aventura pode esticar o passeio fazendo uma caminhada de aproximadamente 40 minutos até a Cachoeira do Gato, uma queda de 80 metros de altura.

Por falar em cachoeiras, há centenas delas espelhadas pela ilha, entre as quais podemos citar: Água Branca, Chuveirinho (com uma trilha que leva até a Praia de Castelhanos) e Três Tombos (perto da Praia da Feiticeira).

E as praias mais bonitas?

As águas cristalinas do mar e o verde que cerca Ilhabela oferecem um pôr do sol digno de maravilhosos registros fotográficos e, claro, muita aventura. Algumas praias exigem disposição e espírito de aventura para chegar, mas ninguém duvida que o esforço é muito bem recompensado.

As praias mais calmas estão voltadas para o continente, já as de mar aberto, ao leste, são consideradas mais selvagens, indicadas para aventura e esportes.

  • Praia de Castelhanos

A mais famosa e uma das mais bonitas da região possui águas bem claras, facilitando a visualização de golfinhos, que vez ou outra aparecem para a alegria dos turistas. O revezamento entre água doce e salgada torna a Praia de Castelhanos ainda mais sensacional e a trilha que leva até a Cachoeira do Gato faz um convite irrecusável a um mergulho.

O acesso é feito apenas por barco, lancha ou veículos 4×4.

  • Praia do Bonete

O isolamento permite um contato maior com a natureza, muito bem preservada por sinal, e com autêntica cultura caiçara que vive por ali. A Praia do Bonete é muito famosa entre os surfistas, que aproveitam as boas condições para praticar o esporte.

Na costa sul, o acesso é feito por barco ou por uma trilha de aproximadamente 15 km, que liga a Ponta da Sepituba até a Praia do Bonete, e atravessa a Cachoeira da Laje e a do Areado.

  • Ilha das Cabras

É o paraíso para os mergulhadores, tanto profissionais quanto amadores, onde é possível visualizar muitas espécies de peixes, além de corais, estrela-do-mar, cavalo-marinho e um dos principais pontos turísticos da ilha: a Estátua de Netuno, afundada a seis metros de profundidade como homenagem ao rei dos mares.

  • Praia da Feiticeira

O mar calmo com águas claras se apresenta entre o verde e o transparente. É um lugar bem tranquilo para descansar e apreciar a paz e beleza local. Por ali, a Cachoeira da Feiticeira é muito procurada por quem deseja contato mais direto com a natureza.

No lado sul da ilha, a praia fica entre a Praia do Portinho e a do Julião, a pouco mais de 200 metros da estrada principal. O acesso é permitido em uma trilha que começa ali mesmo no pé da estrada.

Praia da Feiticeira, Ilha Bela
  • Praia da Siriúba

A grande faixa de areia, o mar verdinho e calmo e os vários coqueiros são a combinação exata para uma paisagem maravilhosa. A infraestrutura é bem simples, tem poucos quiosques, sendo ideal para famílias com crianças.

A grande movimentação se dá na alta temporada e em dias de vento, quando ela é invadida por pessoas que praticam kitesurf e windsurf. No lado norte da ilha, a praia fica localizada entre a Praia do Viana e a Praia de Garapocaia.

Quando ir e onde ficar em Ilhabela?

A ilha oferece atividades e diversão durante todo o ano, mas é mesmo durante o verão que o agito invade completamente a região. Nesse período, especialmente no Réveillon e no Carnaval, tudo fica bem cheio, as filas são inevitáveis, sendo preciso fazer reservas em hotéis e passeios com antecedência.

Quem quiser um pouco mais de tranquilidade na viagem pode aproveitar as outras estações do ano para conhecer a ilha. Há uma boa movimentação de turistas durante o mês de julho, quando ocorre a Semana Internacional da Vela (a Ilhabela Saling Week), a maior deste gênero da América Latina, reunindo velejadores de todo o mundo. Outra época festiva é em agosto, quando ocorre o Festival do Camarão, oferecendo diversas atrações culturais e gastronômicas.

Em relação às acomodações, a vila oferece opções para todos os gostos. São mais de três mil ofertas entre pousadas, albergues e hotéis cinco estrelas, inclusive com opções na beira de rios e cachoeiras ou chalés à beira-mar. A dificuldade mesmo vai ser escolher, entre tantas opções, a que mais se ajusta ao seu roteiro de viagem e ao seu bolso.

Como chegar?

A porta de entrada para Ilhabela é o Porto de São Sebastião, de onde partem balsas que fazem a travessia, de mais ou menos 15 minutos, com destino à ilha. Elas funcionam 24 horas por dia com partidas de meia em meia hora durante o dia e à noite, e de uma em uma hora durante a madrugada, intervalos que podem variar de acordo com a temporada.

  • De automóvel saindo de São Paulo (a 210 km da capital paulistana)

Siga pelo corredor formado pelas rodovias Ayrton Senna (SP-070) e Carvalho Pinto até o acesso para a Rodovia dos Tamoios (SP-099), que termina em Caraguatatuba. Vire à direita para São Sebastião e siga até o Centro, onde placas indicam a balsa.

  • De automóvel saindo do Rio de Janeiro (a 440 km da capital carioca)

Pegue a rodovia Rio-Santos, cruzando as cidades de Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty e Ubatuba. Chegando em Caraguatatuba, siga em direção a São Sebastião, de onde partem as balsas.

  • De ônibus

Ônibus de viações comerciais não entram na ilha, portanto é preciso desembarcar em São Sebastião, bem próximo às balsas. A viação Pássaro Marrom faz o trajeto partindo de São Paulo, e a Viação Útil sai do Rio de Janeiro até São Sebastião.

  • De avião

O aeroporto mais perto é o de São José dos Campos e a Azul Linhas Aéreas é a companhia que oferece a maior parte de voos que voam para lá. Desembarcando, é preciso seguir para a rodoviária de onde sai um ônibus para São Sebastião em uma viagem de três horas, aproximadamente.

Uma opção mais cômoda é o Aeroporto de Guarulhos, de onde parte um ônibus direto para a ilha. Quem chega pelo Aeroporto de Congonhas, a melhor dica é seguir para o Aeroporto de Guarulhos, evitando a rodoviária de São Paulo.

O Aeroporto Viracopos, em Campinas, é o mais distante e, por isso, o que exige mais baldeações. Se chegar por um voo da Azul, a companhia oferece um ônibus para o terminal Barra Funda em São Paulo, de onde será preciso procurar um ônibus para o Aeroporto de Guarulhos e de lá pegar outro ônibus para Ilhabela.

Dicas para viajar gastando pouco

O custo de vida nessa região é realmente bem alto, como dizem os turistas que já visitaram a região, tanto em relação à hospedagem quanto aos passeios e restaurantes. Quase tudo tem o preço bem salgadinho, sendo um pouco difícil fugir dessa realidade.

A melhor dica é guardar o dinheiro para fazer os passeios em vez de comer todos os dias em bons restaurantes. Para não passar fome, compre alguns alimentos no supermercado e prepare suas próprias refeições, como almoço e lanches, por exemplo.

Já percebeu que cenários paradisíacos e contato com a natureza exuberante é o que não falta em Ilhabela, não é mesmo? Agora só falta definir a data da sua viagem e arrumar as malas.

Gostou do nosso guia para Ilhabela? Aproveite e reserve seu hotel em até 12x sem juros e sem IOF.

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com