BlogHoteis.com

As 10 melhores atrações em Roma

Roma, capital da Itália, é um dos principais símbolos da civilização europeia. A cidade está localizada nas margens do Rio Tibre, que fica na região do Lácio. Também conhecida como a Cidade Eterna, abriga dentro de seus limites a Cidade do Vaticano, sendo considerado o único estado estrangeiro dentro de outro município no mundo. A sede da Igreja Católica Apostólica Romana é a residência oficial do Papa.

Apenas essas características já são suficientes para qualquer turista querer visitar a cidade, mas existem outros pontos de interesse em Roma.

História da fundação de Roma

Roma foi fundada em 753 a.C. e, de acordo com o poeta Virgílio na obra Eneida, a história da cidade tem início com o nascimento dos irmãos gêmeos Rômulo e Remo, que eram descendentes do reino de Alba Longa. Ao usurpar o trono, Amúlio, que era irmão do rei, mandou dar fim aos descendentes do seu irmão. Com isso, os irmãos gêmeos foram jogados no Rio Tibre dentro de um cesto. Segundo a obra de Virgílio, uma loba encontrou as crianças às margens do rio e os amamentou.

Logo depois, os gêmeos foram criados pelo pastor Fáustolo. Posteriormente, Rômulo e Remo voltaram à sua cidade natal e mataram Amúlio. Com isso, o avô deles passou a ser o rei do trono de Alba Longa. Os gêmeos fundaram uma cidade no local onde foram encontrados pela loba, dando o nome de Roma para o município. Anos depois, Rômulo matou seu irmão e, dessa forma, se tornou o primeiro rei de Roma.

O que é preciso para visitar Roma?

O Rio Tibre ajuda a enaltecer as belezas naturais de Roma, que é repleta de atrações por todos os lados, com suas ruas estreitas e praças. Muitas pessoas têm dúvidas quando vão realizar uma viagem internacional. A principal delas é se a viagem para Roma precisa de visto. No caso da Itália, é necessário apenas um passaporte válido, sendo que a pessoa deve permanecer no máximo 90 dias como turista. No Brasil, o documento deve ser pedido na Polícia Federal, sendo que é necessário fazê-lo com antecedência, pois pode haver atrasos para recebê-lo em mãos.

E quanto levar de dinheiro na viagem para Roma? Para permanecer na Europa, é preciso que o turista tenha, em média, 65 euros para gastar por dia. Geralmente, as autoridades alfandegárias podem exigir a comprovação desse valor para o turista. Então, basta levar uma cópia do extrato de cartão de crédito. Em alguns casos, ainda exigem a reserva e o endereço do hotel, mas nem sempre é preciso comprovar essas informações. Na dúvida, tenha uma cópia do e-mail da reserva em mãos.

O preço da passagem para Roma pode variar muito de acordo com os meses do ano. Ao chegar a Roma, a dica é fazer passeios a pé, já que no centro da cidade estão reunidos os monumentos mais importantes da Cidade Eterna, como o Pantheon e a Fontana di Trevi.

O custo da viagem para Roma vai depender muito do pacote que a pessoa adquirir, seja no hotel ou para passeios turísticos com guias, por exemplo. Alguns monumentos têm entrada gratuita, mas é preciso pensar nos gastos com alimentação e locomoção. Antes de viajar para Roma, é preciso fazer um roteiro detalhado com o que visitar, os dias para percorrer todos os principais monumentos e principalmente: reservar dinheiro para conhecer a gastronomia local, que é um caso à parte.

Conheça a seguir dicas de viagem para Roma, com os dez principais monumentos mais visitados da Cidade Eterna:

Coliseu

Também conhecido como Anfiteatro Flaviano, foi construído em formato oval com concreto e areia no início do governo do Imperador Vespasiano, em 72 d.C. Segundo estimativas, o Coliseu abrigava até 80 mil espectadores, que presenciavam combates entre gladiadores e simulações de batalhas marítimas. Além disso, o local foi palco de execuções e encenações de dramas baseados na mitologia clássica.

Porém, durante a Idade Medieval, deixou de ser usado para entretenimento e passou a receber oficinas, uma fortaleza e um santuário cristão. O monumento passou a ser considerado como uma das sete novas maravilhas do mundo moderno, em 2007. Ao longo dos anos, sua estrutura sofreu vários danos, com terremotos e saques. Atualmente, é uma das atrações turísticas mais visitadas em Roma e toda Sexta-Feira Santa o Papa realiza a Via-Crúcis em torno do Coliseu.

Algumas pessoas preferem visitar o Coliseu à noite, pois a iluminação do local é impressionante. Além disso, existem excursões panorâmicas noturnas que passam pelo local. Ao lado dele, os turistas podem conhecer outro monumento de beleza ímpar: o Arco de Constantino, que fica entre o Coliseu e o Fórum Romano.

Basílica de São Pedro

Ao visitar o Vaticano, o turista poderá conhecer a Basílica de São Pedro, que é considerada a mais importante obra do Catolicismo, sendo visitada por milhares de pessoas todos os anos. Construída em uma área de 23 000 m², pode receber até 60 mil devotos. A cúpula da igreja tem mais de 340 estátuas de anjos, santos e mártires canonizados pela Igreja Católica ao longo dos anos.

No local, estão guardadas importantes obras de artes de artistas como Michelangelo e Bernini. Quem tiver tempo deve subir até o topo da basílica para apreciar a Praça São Pedro. Além disso, o turista pode visitar as tumbas dos papas, que ficam na parte subterrânea da igreja.

Fontana di Trevi

A Fontana di Trevi tem cerca de 25 metros de altura e 20 metros de largura, sendo considerada a maior construção de fontes barrocas existentes na Itália. A fonte está localizada no final do Aqua Virgo, que foi um aqueduto construído em XIX a.C. O lugar fica a 20 km de Roma, recebendo milhares de visitantes todos os dias.

De acordo com a tradição, o turista deve jogar na fonte uma moeda por cima do seu ombro esquerdo para voltar a Roma e, caso queira uma companhia na próxima viagem até a Cidade Eterna, é aconselhável jogar quatro moedas dentro da fonte. Com isso, quem vai ao local fica admirado com a quantidade de moedas nas águas do monumento.

Fórum Romano

O Fórum Romano fica no centro de Roma, sendo que à sua volta o turista pode visitar ruínas de diversas construções públicas de vários períodos da história da cidade. No local, aconteciam as eleições romanas, no período da Roma Imperial. Além disso, era o lugar de encontro para as assembleias do senado romano.

Entre as dicas de viagem para Roma, sugerimos que o Fórum Romano seja visitado com um guia, para que a pessoa entenda, ou pelo menos tenha a noção, de como funcionava o local, que hoje se encontra em ruínas.

Pantheon

O Pantheon foi construído há mais de 1.800 anos, mas até hoje consegue atrair turistas devido à sua estrutura única e mágica aos olhos de quem vista o monumento. O prédio foi edificado para adorar deuses pagãos, sendo que no seu interior existe uma abertura circular no teto para tal ação.

O domo do Pantheon tem 43 metros de diâmetro e atraiu a atenção de inúmeras visitas ao longo dos anos. A entrada é gratuita.

Praça do Povo

A Praça do Povo é uma das praças públicas mais visitadas de Roma. O local sofreu mais intervenções arquitetônicas ao longo dos anos. Muito próximo dali está o mais famoso parque de Roma: Villa Borghese.

No centro da praça, o turista pode apreciar um obelisco egípcio original, que foi colocado no local pelo imperador Augusto, em 10 a.C.

Castel Sant’Angelo

O Castel Sant’Angelo foi construído pelo imperador Adriano, em 123 d.C., para ser seu mausoléu, mas anos mais tarde o local foi transformado em fortaleza, servindo inclusive como residência papal durante um período.

Segundo registros históricos, neste local o papa Clemente VII se refugiou em 1527, uma vez que existia um túnel que ligava o Vaticano até o Castel Sant’Angelo. Atualmente, é um museu nacional muito visitado por turistas que vão a Roma.

Palazzo Vittorio Emanuele

Em 1861, o Palazzo Vittorio Emanuele foi construído para servir de símbolo da unificação da Itália. O palácio é um prédio confeccionado todo em mármore branco, sendo um dos locais mais visitados de Roma pelos turistas.

Segundo historiadores, o palácio recebeu o apelido de “máquina datilográfica”, devido ao formato de sua estrutura. Muitas pessoas gostam de visitá-lo para conferir suas belíssimas escadarias e ainda visitar o museu de história romana que o prédio abriga atualmente.

Museu do Vaticano

O Museu do Vaticano reúne várias instituições culturais da Santa Sé. Neste local, o público pode conferir coleções de artes e antiguidades guardadas ao longo dos anos pelos vários papas que dirigiam a Igreja Católica. Desde a Idade Média, os chefes do Catolicismo guardaram acervo de obras e outros itens importantes para a História.

De lá, o turista pode visitar a Capela Sistina, que foi erguida entre 1475 e 1483, sendo a capela conhecida no mundo como a mais famosa obra de Michelangelo no teto e parede do altar da igreja, que é todo decorado por belos afrescos do gênio das artes.

Vila de Adriano

O monumento que foi a casa de campo do imperador Adriano está localizado a 25 km de Roma. No local, construído no século 2, havia teatro, casa de banho, piscinas e livrarias.

Segundo registros, os servos ficavam na parte subterrânea do complexo para que as visitas não os encontrassem. Atualmente, existem apenas ruínas das estruturas da Vila de Adriano, mas vale a pena visitar o local.

Você quer visitar a Cidade Eterna, mas não sabe o custo da viagem para Roma? Reserve seu hotel em até 12x sem juros e sem IOF.

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com