BlogHoteis.com
o que fazer na Ilha do Mel

O que fazer na Ilha do Mel: um guia completo

Aventura e natureza. Esse é o convite que a Ilha do Mel, Parque Estadual e Estação Ecológica, faz ao visitante. Confira este guia completo sobre o que fazer na Ilha do Mel e como aproveitar ao máximo esse local paradisíaco, em Paranaguá, no Paraná.

Belíssimas praias, monumentos históricos, muita energia positiva, comidinhas típicas e alojamentos descolados. Venha com a gente conhecer esse paraíso!

Veja outros artigos sobre a Ilha do Mel e região:

As 7 melhores pousadas da Ilha do Mel

3 Cidades incríveis para conhecer no Paraná

Passeios na Ilha do Mel: como aproveitar a ilha ao máximo

Aproveite para fazer sua reserva com todas as vantagens da Hoteis.com!

Veja o que você vai encontrar neste post:

O que fazer na Ilha do Mel

Culinária: onde comer bem na Ilha do Mel

Como se locomover na ilha

Quantos dias e quando ir para a Ilha do Mel

Como chegar na Ilha do Mel

Onde se hospedar na Ilha do Mel

Hotéis na Ilha do Mel

O que fazer na Ilha do Mel

Escolher a Ilha do Mel para uma viagem é uma demonstração de espírito de liberdade, aventura e paixão pela natureza. O turismo no local já foi ainda mais “rústico”, mas, com o passar dos anos e a melhora da infraestrutura, curtir a ilha passou a ser um programa que cada vez mais agrada a todos, não somente aos mais aventureiros.

Há muito o que fazer na Ilha do Mel, aproveite os passeios
O viajante encontra muitas opções entre o que fazer na Ilha do Mel

Hoje, o viajante encontra muitas opções de passeios na Ilha do Mel, além de caminhar por suas trilhas e praias, ver o pôr do sol com uma boa companhia ou participar de um “luau” na lua cheia. Não que esses programas tenham caído de moda, muito pelo contrário.

Eles continuam fazendo parte do cardápio principal, principalmente entre os jovens que, durante o ano todo, aportam na ilha atrás de um contato mais direito com a força da natureza.

Atualmente, a Ilha do Mel tem aproximadamente 95% de sua área composta por ecossistemas de restinga e floresta Atlântica, o que a elevou à categoria de Estação Ecológica em 1982. Em março de 2002, foi criado o Parque Estadual da Ilha do Mel, com uma área de 337,84 hectares. Seus principais atrativos são o Farol das Conchas, a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres e a Gruta das Encantadas.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite para conhecer o Farol das Conchas
O principal atrativo do Parque Estadual da Ilha do Mel é o Farol das Conchas

Dos 2.700 hectares, apenas 200 têm permissão de uso, o restante é reserva ecológica, tombada pelo Patrimônio Histórico em 1975 e administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná desde 1982. Não há ruas ou estradas, só trilhas.

A implantação de geradores de energia elétrica aconteceu em 1988, mudando significativamente o perfil do local. Houve a implantação de pousadas e restaurantes, melhorando a capacidade do turismo receptivo, mas também criando a necessidade maior de uma consciência de preservação.

Contudo, apesar das melhoras, os praticantes de turismos ecológico e esportivo respondem pela maior parte das visitas à Ilha do Mel. Trilhas, Baía dos Golfinhos, passeios de bicicleta, pesca, mergulho, surfe, paraglider, parapente, travessias e corridas rústicas são algumas das opções do que fazer na Ilha do Mel.

O Forró Nativo e diversos bares animam a noite na Ilha do Mel, com música ao vivo.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite para praticar paraglider
Paraglider é uma das opções do que fazer na Ilha do Mel

Outro ponto forte do local é a gastronomia, que oferece pratos típicos da Ilha, como a tainha assada, a farofa de mexilhões, a moqueca e o arroz lambe-lambe. Esse último chama a atenção por ser um arroz feito com mexilhão, de forma que a comida fica dentro da concha, obrigando quem come a utilizar as mãos e lamber a concha.

Quatro vilas compõem a Ilha: Encantadas, Brasília, Farol e Fortaleza. Todas elas têm estruturas turísticas próprias. No vilarejo das Encantadas, o visitante deve visitar a gruta local. Não é das maiores, mas é cercada de muitas histórias e lendas, como a das mulheres que cantavam, enfeitiçando marinheiros que naufragavam próximos à praia.

Com menos apelo, mas com forte conteúdo histórico, o Farol e a Fortaleza guardam relíquias dos tempos em que se mantinham em plena atividade, cuidadosamente preservados. Vale sempre uma visita para boas fotos.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite para conhecer a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres
A Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres guarda relíquias dos tempos em que se mantinham em plena atividade

Não existem caixas eletrônicos na Ilha do Mel. Alguns estabelecimentos aceitam cartões de débito e crédito, porém é aconselhável levar dinheiro em espécie, já que a conexão telefônica pode falhar. Além disso, não esqueça dos remédios mais comuns e primeiros socorros, além, é claro, de protetor solar e repelente.

Você certamente ouvirá dos moradores várias histórias sobre o nome da “Ilha do Mel”. Uma das histórias remete à extração de mel silvestre, anterior a 1950, quando os alimentos eram adoçados com o mel ou com o açúcar extraído da cana da própria ilha, devido à dificuldade de obter açúcar industrializado.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as histórias sobre o nome da ilha
Você certamente ouvirá dos moradores várias histórias sobre o nome da “Ilha do Mel”

Outra afirma a existência de uma família de origem alemã que habitava a região da Fortaleza, onde havia um engenho para produção de farinha de mandioca. A palavra “farinha”, em alemão, escreve-se “Mehl”. Outra história diz respeito à cor da água do mar, vista do alto do Morro das Conchas, principalmente no início da Praia do Farol.

Há ainda uma história que remete ao formato da Ilha, cuja parte oeste lembra mel saindo da boca (istmo) de um recipiente (parte sul); e uma mais antiga, sobre a “lua-de-mel dos escravos”, quando eles eram deixados por vários dias para a reprodução, no século 19.

A história mais recente, no entanto, é a de que, antes da Segunda Guerra Mundial, a ilha era conhecida coma ilha do Almirante Mehl, que se dedicou à apicultura e cuja família lá frequentava. Uma história mais científica é a de que a água doce existente na ilha contém mercúrio e, em contato com a água salgada, causa uma coloração amarela, semelhante à cor de favos de mel.

Há muito o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as paisagens
Atualmente, Ilha do Mel tem aproximadamente 95% de sua área composta por ecossistemas de restinga e floresta Atlântica

Escolha a história que melhor lhe agrada. O mais importante é estar pronto para tudo o que fazer na Ilha do Mel, esse local que, em pleno século 21, ainda carrega as vibrações do início da colonização portuguesa no Brasil.

Culinária: onde comer bem na Ilha do Mel

A tainha é a menina dos olhos entre os pescados da ilha. O visitante vai encontrar opções com esse peixe o ano inteiro, em várias receitas diferentes. Os demais frutos do mar, no entanto, também estão muito presentes em quase todos os cardápios dos restaurantes que se espalham pelos principais vilarejos da Ilha do Mel.

Aproveite para conhecer batidinhas diferentes e curtir a culinária local, que é uma das mais deliciosas dicas sobre o que fazer na Ilha do Mel.

Astral da Ilha

Esse restaurante fica na praia de Fora e encanta pelo ambiente incrível com festinhas e música ao vivo. Além da especial caipirinha de hibisco, não resista à tentação dos frutos do mar e dos risotos do cardápio.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, há restaurantes incríveis e ótima culinária
Se a ocasião for mais leve, experimente os sanduíches light dos restaurante Astral da Ilha

Se a ocasião for mais leve, experimente os sanduíches light e o açaí na tigela. Para os mais tradicionais, o Astral da Ilha apresenta seu cardápio de pizzas. O restaurante faz parte da pousada Astral da Ilha Pousada e Gastronomia.

Beehouse

A Beehouse é muito famosa pelo Maracolate, uma torta de maracujá e chocolate que não dá pra não provar, especialmente naqueles dias em que a temperatura passa dos 30°C. Uma boa dica é reservar o seu Maracolate antes do passeio, já que eles acabam super rápido.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, há restaurantes incríveis e ótima culinária
Para os que preferem as massas, o “Nhoque da vovó” é uma boa pedida

Antes de partir para a sobremesa, experimente os deliciosos pratos, em especial o hambúrguer artesanal e os pratos SURF e SUP, feitos para acabar com a fome pós-esporte, já que as porções são muito bem servidas.

Para os que preferem as massas, o “Nhoque da vovó” é uma boa pedida em todas circunstâncias. Artesanal, assim como o molho, não fica atrás de nenhuma receita italiana.

Ilha do Malte Beer n’Burger

Para dar uma escapada dos frutos do mar, na Ilha do Malte, tem hambúrguer e cerveja artesanais. O hambúrguer de costela costuma ser o carro chefe da casa e tira muito elogios de quem experimenta.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, há restaurantes incríveis e ótima culinária
Na Ilha do Malte, tem hambúrguer e cerveja artesanais

Para os mais atléticos, que precisam repor as energias, a casa tem no cardápio barcos de açaí. É como se fosse uma barca de sushi, só que com açaí coberto por morangos, banana, granola, gotas de chocolate.

Como se locomover na ilha

São proibidos todos os tipos de transporte na ilha, seja de tração animal ou a motor. Portanto, não sobra muita opção, não é mesmo? É que quem vai para esse paraíso sabe muito bem que um dos principais programas é, justamente, caminhar, caminhar, caminhar. Pelas praias, trilhas e entre os vilarejos.

A verdade é que o fato de não haver outro meio de transporte é um dos atrativos da Ilha do Mel. Não há poluição, o ronco dos motores e nem o buzinaço dos congestionamentos das grandes cidades. Afinal, quem procura a tranquilidade da Ilha está mesmo atrás dessa opção sem nenhum estresse.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, a principal opção é caminhar
As bicicletas podem ser alugadas em vários locais da ilha

Há também as bicicletas, que podem ser alugadas em vários locais da ilha. Essas sim são uma boa pedida para quem deseja percorrer todos os cantos do local. Uma bicicleta é o veículo ideal para aproveitar a paisagem e chegar aos locais mais distantes dos pequenos vilarejos da ilha.

Outra dica muito importante: não se esqueça de andar com uma lanterna, caso pretenda estar pelas praias ou trilhas depois do pôr do sol. A noite na ilha é feita para se observar as estrelas. O sistema de iluminação – quando há – é bastante precário, mesmo dentro dos vilarejos.

Quantos dias e quando ir para a Ilha do Mel

A Ilha do Mel é um desses lugares em que, depois de chegar, o visitante não tem mais vontade de sair. Sem os automóveis, em meio às trilhas, percorrendo as praias em caminhadas ou com a bicicleta, o visitante vai entendendo aos poucos os encantos do lugar e se rendendo sem esforço a toda a grandiosidade que a natureza imprime por todos os lados.

De maneira geral, tanto faz se você pretende ficar dois dias ou duas semanas. Nunca é uma boa hora para partir da Ilha do Mel.

Depois de alguns dias, você vai se afeiçoando não apenas com os lugares encantadores e mágicos, mas também com as pessoas – pescadores, donos de pousadas, dos pequenos restaurantes bucólicos e aconchegantes. Vai pegando o jeito do lugar.

Há tanto o que fazer na Ilha do Mel, que você não vai querer ir embora
A Ilha do Mel é um desses lugares em que, depois de chegar, o visitante não tem mais vontade de sair

Logo terá seus pontos de referência prediletos: aquela ponta de praia, aquele restaurante simples e simpático onde o dono atende com um sorriso e uma batidinha de cortesia, o amigo pescador que traz a tainha para uma receita feita na folha de banana, sob o fogo do luau…

O ideal é conseguir uma folga de pelo menos cinco dias para percorrer todas as praias e os vilarejos.

A melhor época para visitar a Ilha do Mel é o verão, com suas vantagens e inconveniências. No verão, os dias são mais longos e a temperatura da água é mais convidativa. Além disso, há sempre uma festa em algum lugar, um forró para se divertir, um luau à beira-mar e o movimento de gente bonita – na sua grande maioria, jovens do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo –é uma atração por si só.

Nessa época, as pousadas estarão mais cheias, assim como os restaurantes e as praias.

Outono e Primavera são duas opções interessantes para quem gosta de mais tranquilidade, ainda com temperaturas mais elevadas, pelo menos durante o dia. Lembre-se de que você está no sul do Brasil, portanto, o inverno, ainda que tenha dias ensolarados, vai apresentar noites bem mais frias e, eventualmente, um vento forte ao cair da tarde.

Como chegar na Ilha do Mel

Primeiramente, é preciso chegar até a cidade de Paranaguá ou no Pontal do Sul. De Curitiba, Paranaguá está a 95 km de distância e  Pontal do Sul, a 115 km.

De Paranaguá até a Ilha, leva-se cerca de uma hora e meia de barco. Já de Pontal, são 40 minutos de travessia. O trajeto pode ser feito de ônibus ou de trem até Morretes e depois de ônibus até Paranaguá.

Há muito o que fazer na Ilha do Mel
De Paranaguá até a Ilha do Mel leva-se cerca de uma hora e meia de barco

De Pontal, as travessias são feitas entre as 8 horas e as 20 horas, com intervalos de meia hora em dias de semana e de hora em hora nos fins de semana. De Paranaguá, são 7 travessias por dia, entre as 8h30 e as 18 horas.

Os pontos de desembarque são Encantadas e Nova Brasília e existe a ligação via barco entre esses dois pontos da Ilha.

Onde se hospedar na Ilha do Mel

A questão da hospedagem na Ilha do Mel é bastante simples. Apesar de boas opções de pousadas, elas estão localizadas próximas aos vilarejos, onde também estão os restaurantes e os bares. Dessa form, as pousadas estarão sempre próximas às vilas das Encantadas, Brasília, Farol e Fortaleza.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, conheça as belas pousadas
As pousadas estão localizadas próximas aos vilarejos da Ilha do Mel

Se é possível falar em localização estratégica, a região de Brasília tem lá suas vantagens. A vila fica bem ao lado do istmo, uma pequena faixa de areia que une as duas grandes partes da ilha, praticamente no meio das principais praias e atrações turísticas. A partir do trapiche, são 4 km de caminhada até a Fortaleza e 1,6 km até o Farol.

No “miolo” da vila, funcionam o maior centro de recepção de visitantes da ilha, posto de saúde, alguns restaurantes e lojinhas de artesanato. A maior parte das pousadas e dos restaurantes ficam ao longo das trilhas que levam ao Farol, do outro lado da Ilha.

Hotéis na Ilha do Mel

Astral da Ilha Pousada e Gastronomia

Astral da Ilha Pousada e Gastronomia é uma pousada rústica e chique à beira-mar, com uma atmosfera tropical, a 9 minutos a pé do Farol das Conchas.

Os quartos e chalés decorados individualmente com detalhes em madeira dispõem de Wi-Fi gratuito, TV com tela plana, frigobar e deck. Muitos têm mezanino com cama, enquanto outros têm lareira, teto abobadado e jardim privativo.

Um bangalô de estilo tropical possui banheira de hidromassagem externa.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as belas acomodações
Chalé, no Astral da Ilha Pousada & Gastronomia

Os hóspedes ainda contam com serviço de quarto, cadeiras de praia, guarda-sóis e café da manhã servido em um bar/restaurante arejado com teto de palha. Aluguel de bicicletas e serviço de massagem estão disponíveis (mediante taxa) e há também um ancoradouro.

Pousada Marimar

Pousada Marimar fica de frente para a Praia das Encantadas, a um minuto de caminhada do porto de balsas, 10 minutos da Gruta das Encantadas e a 5 km do Farol das Conchas.

Com beliches de madeira, os dormitórios simples são mistos e dispõem de Wi-Fi gratuito, ventiladores e banheiros compartilhados. Os quartos privativos com ar-condicionado acomodam até 5 pessoas e têm frigobar, TV e banheiro integrado.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as belas acomodações
Quarto Casal, na Pousada Marimar

O café da manhã é servido como cortesia, em um salão com telhado de palha, vista para o mar e um deck de madeira com espreguiçadeiras. A sala de jogos tem uma mesa de pebolim.

Grajagan Surf Resort

Situada no meio de uma exuberante Mata Atlântica, o Grajagan Surf Resort fica ao lado da praia Grande, a 17 minutos de caminhada da marina de Nova Brasília.

As suítes discretas dispõem de Wi-Fi gratuito, TV com tela plana, frigobar e varanda mobiliada. Algumas têm sofá-cama e mezanino com cama e/ou vista para o mar. Os chalés de madeira de 2 andares têm um segundo quarto e rede.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as belas acomodações
Suíte, no Grajagan Surf Resort

O café da manhã gratuito é servido em um restaurante casual. Há um bar e espaço para eventos e animais de estimação são aceitos mediante uma taxa.

Pousada Favo de Mel

A Pousada Favo de Mel fica a 17 minutos do Farol das Conchas. São 12 quartos com ar-condicionado, arrumação diária, banheiro privativo, TV e frigobar . A pousada também possui restaurante e um bar/lounge, cofre na recepção, além de oferecer translado local e Wi-Fi gratuito.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as belas acomodações
Apartamento Deluxe, na Pousada Favo de Mel

Pousada Treze Luas

Cercada pela vegetação tropical, a Pousada Treze Luas fica a 3 minutos de caminhada da Praia de Fora, a 20 minutos do Parque Estadual da Ilha do Mel e a 9 minutos do Farol das Conchas, com vista panorâmica da ilha.

Os quartos rústicos contam com terraço privativo, ar-condicionado, TV com tela plana e Wi-Fi gratuito, e alguns têm rede e/ou paredes com revestimento de madeira. Os de categoria mais alta têm frigobar e as suítes têm cama com dossel de 4 colunas.

Há ainda um chalé com dois quartos e uma casa com cozinha, sala de estar e churrasqueira.

Entre o que fazer na Ilha do Mel, aproveite as belas acomodações
Standard Suite Double, na Pousada Treze Luas

Há serviço de quarto disponível, café da manhã gratuito, servido em um restaurante acolhedor, e uma área particular com serviço de bar na praia.

Gostou de nossas dicas na Ilha do Mel?

Então reserve já a sua hospedagem no site da Hoteis.com. Compartilhe com a gente sua experiência de viagem. Deixe seu comentário!

Hoteis.com

Adicionar Comentário

Hoteis.com em todo lugar!

Siga a Hoteis.com em todas as redes sociais

Tem um blog e quer fazer uma parceria com a hoteis.com? Escreva pra gente :-)
E-mail: hoteis.com@jeffreygroup.com